Gisnei

Gisnei

A tensão causada pela Guerra Comercial que foi travada entre a China e os Estados Unidos ainda tem seus efeitos e deve continuar trazendo incertezas ao mercado brasileiro da soja, segundo informou o mais novo relatório de expectativas do agronegócio brasileiro produzido pelo Rabobank. O ano de 2019 foi marcado por intensa volatilidade nas cotações da soja no mercado internacional. 

“Em linhas gerais, porém, os fundamentos exerceram pressão e limitaram os preços em Chicago (CBOT) abaixo dos USD 9,50/bushel ao longo do ano. Entre tais fatores baixistas, destacam-se o estoque de passagem recorde nos EUA, a demanda chinesa significativamente arrefecida por impactos decorrentes da peste suína africana e a recuperação da produção argentina na safra 2018/19 após umas das secas mais severas dos últimos 50 anos no ciclo anterior”, disse o texto.  

Além disso, o Rabobank estima que a área de soja semeada no Brasil atinja 36,5 milhões de hectares na safra 2019/2020, aumento de 1,7% em relação à temporada anterior. “Embora esse percentual de expansão seja menor que a média das últimas 4 safras (2,8%), importante ressaltar que ainda é um crescimento indicando que mesmo em um cenário mais desafiador de margens e preços, ainda há espaço para conversão de pastagens subutilizadas para áreas agrícolas no país”, completa a informação.  

Como pontos de atenção, o Rabobank indica que a China deve retomar as importações de soja para 90 milhões de toneladas em 2020, 8,5% superior ao esperado em 2019, caso consiga solucionar o grave problema sanitário da peste suína africana e mantenha o crescimento da produção de outras proteínas animais. “Os três cenários apresentados gerariam diferentes efeitos nos prêmios de exportação da soja brasileira. Em linhas gerais, ainda que sujeitos à volatilidade, os preços FOB no Brasil tendem a ficar em níveis entre USD 21/saca e USD 22/saca”, conclui. 

Por: AGROLINK -Leonardo Gottems

Fonte: https://www.agrolink.com.br/

O Minas Tênis Clube foi eliminado do Mundial de Clubes de Vôlei Feminino ao perder a segunda partida seguida, na cidade de Shaoxing (China). Após estrear com derrota para o Guangdong (China), o time mineiro caiu hoje (4) diante do Eczacibasi Vitra, da Turquia, por 3 sets a 0. Já sem chances de classificação, a equipe do Minas volta a jogar amanhã (5) contra o Imoco Conegliano, da Itália, às 23h (horário de Brasília), fechando a fase de grupos. Já o Praia Clube, último time brasileiro com chances de avançar, enfrenta as anfitriãs do Tianjin, também nesta quinta (5), a partir das 9h, em partida válida pela segunda rodada do grupo B.

O embate entre Minas e Eczacibsi na manhã de hoje (4) teve sabor de revanche para o time turco: no Mundial de Clubes do ano passado o Eczacibasi foi superado pela equipe mineira na semifinal. Atual vice-campeão mundial, o Minas está em quarto lugar no grupo A, sem ponto algum, atrás das equipes do Conegliano (seis pontos), Guangdong (três) e Eczacibasi (três).  

Jogo

No primeiro set o time turco aproveitou erros de saque do time mineiro para abrir vantagem. Além disso, o forte bloqueio do Eczacibasi foi fundamental para equipe turca ganhar a primeira parcial por 25 a 17. No segundo set, as mineiras equilibraram a partida e chegaram a ficar na frente do marcador algumas vezes. No fim da parcial, o time mineiro perdeu várias chances de fechar. Assim como no futebol, no vôlei também vale o ditado ‘quem não faz leva’: e o time turco levou a segunda parcial por 25 a 23.

A equipe mineira voltou avassaladora para o terceiro set: chegou a abrir vantagem de 8 a 2, mas após o tempo técnico, a equipe turca se reencontrou em quadra: não só empatou a parcial, como deslanchou no placar, marcando oito pontos seguidos, desestabilizando por completo o time de Uberlândia. No fim, o Eczacibasi ganhou a terceira parcial por 25 a 16, e o jogo por 3 sets a 0.

Do lado do Eczacibasi, a brasileira Natália foi eleita a melhor jogadora em quadra. A maior pontuadora foi a sérvia Boškovic, que anotou 21, sendo quatro aces. Do Minas Tênis Clube, Kasiely e Thaísa marcada oito cada, e Carol Gattaz seis.

Mundial de Clubes Masculino

Após estrear com pé direito ontem ontem (3), no Mundial de Clubes masculino, em Betim (MG), o Sada Cruzeiro volta a jogar logo mais, às 20h30, contra o Lube Civitanova, da Itália,pela segunda rodada da competição. Pratida importante que vale a liderança do torneio, pois o Lube Civitanova venceu na estréia o Al Rayan, do Catar.   A equipe mineira, comandada  pelo técnico Marcelo Mendez busca o quatro título mundial. 

Edição: Guilherme Neto
 
Por Cláudia Soares Rodrigues - Jornalista da TV Brasil
 
 
Foto: Divulgação/FIVB

Os ministros das Relações Exteriores do Mercosul estão reunidos na tarde de hoje (4), em Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul, em encontro preparatório para a 55ª Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul e Estados Associados, que ocorre amanhã (5), na mesma cidade. Também estão previstos encontros de ministros da Economia e presidentes dos bancos centrais dos países integrantes do bloco. 

O encontro desta quarta-feira faz parte da 55ª Reunião Ordinária do Conselho do Mercado Comum (CMC), em nível ministerial, e deve ser encerrado à noite com uma declaração do chanceler Ernesto Araújo. 

A Cúpula do Vale dos Vinhedos encerra a presidência semestral brasileira do Mercosul. Durante a cúpula, a presidência pro-tempore será transferida para o Paraguai. Durante a presidência brasileira, o Mercosul reafirmou seu pleno compromisso com os valores democráticos e reforçou sua "vocação original para o regionalismo aberto [para outros blocos econômicos] e buscou adotar um enfoque pragmático, com resultados concretos para os cidadãos”, segundo o secretário de Negociações Bilaterais e Regionais nas Américas, embaixador Pedro Miguel da Costa e Silva.
 
“A realização dessa cúpula é um orgulho, já que durante a presidência brasileira o Mercosul refletiu uma agenda de abertura, de defesa da democracia", disse. Segundo Costa e Silva, o Mercosul hoje é um "espelho do trabalho que o Brasil está fazendo internamente”. 

Ao fazer um balanço das realizações alcançadas durante o período em que o Brasil ficou à frente da presidência pró-tempore do bloco, o embaixador destacou a finalização, em agosto, do acordo com a União Europeia e também com a Associação Europeia de Livre Comércio (EFTA), integrada por Suíça, Noruega, Islândia e Liechtenstein. O embaixador disse que a intensa agenda externa também incluiu tratativas com Canadá, Singapura, Líbano e Coreia do Sul, diálogos com Vietnã e Indonésia e, no plano regional, com Colômbia e a Aliança do Pacífico.

Tarifa Externa Comum

Na vertente econômico-comercial, os trabalhos no semestre abrangeram temas como Tarifa Externa Comum (TEC), facilitação de comércio, indicações geográficas, serviços financeiros, regulamentos técnicos, agenda digital e participação do setor privado.

O embaixador disse que o Mercosul avançou, igualmente, em matéria de cooperação fronteiriça, defesa do consumidor e segurança alimentar e nutricional. No plano institucional, a presidência brasileira deu continuidade aos esforços de enxugamento do Mercosul, com redução de custos e de burocracia.

Amanhã (5), durante a cúpula, haverá declarações presidenciais sobre desenvolvimento sustentável, turismo e combate a ilícitos transnacionais e à corrupção.

Em 2018, o Brasil exportou US$ 20,83 bilhões para o Mercosul e importou US$ 13,37 bilhões, com um superávit de US$ 7,46 bilhões.

Edição: Fábio Massalli
 
Por José Romildo - Repórter da Agência Brasil
 
 
Foto: Diego Vara/Reuters/Direitos Reservados

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) lançou uma nova edição da campanha de mobilização para sensibilizar os planos de saúde, os médicos e as gestantes sobre a importância do parto normal e do respeito às fases da gestação, reforçando que a tomada de decisão nesse momento seja tomada em função da saúde da mãe e do bebê e não por conveniência.   

O projeto Parto Adequado é uma parceria da ANS com a Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein e o Institute for Healthcare Improvement. Ele é divulgado por meio do site da ANS e em suas redes sociais, onde a agência reforça informações sobre a importância do nascimento no tempo certo.   

“A proposta da campanha é sensibilizar mães e profissionais de saúde que o bebê tem seu tempo e que as fases da gestação devem ser respeitadas. A escolha pelo tipo de parto deve sempre levar em consideração a saúde, já que os riscos associados à cesariana existem e podem resultar em problemas graves para mães e bebês, como complicações respiratórias, dificuldades para amamentar e infecções puerperais”, disse Rodrigo Aguiar, diretor de Desenvolvimento Setorial da ANS. “É importante que a gestante se informe, busque apoio de especialistas para entender as opções e faça sua escolha de forma consciente. Cesáreas são importantes, mas quando há indicações clínicas”, acrescentou.  

Um dos objetivos da campanha é reduzir as altas taxas de cesarianas no país e também melhorar a experiência da maternidade para mães e bebês. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o índice razoável de cesáreas é de 15% dos nascimentos. No Brasil, 55,6% do total de partos realizados anualmente são cirúrgicos e 83% deles são realizados por planos de saúde.

Segundo a ANS, o parto normal favorece o vínculo do bebê com a mãe, fortalece o sistema imunológico e melhora o ritmo cardíaco e o fluxo sanguíneo do bebê, além de favorecer o aleitamento e promover uma recuperação pós-parto mais rápida e menos dolorosa para a mãe.

Edição: Aline Leal
 
Por Agência Brasil 
 
 
Foto: Agencia Brasil/Tânia Rêgo
Na manhã da última terça-feira (03), o prefeito Ico Charopen realizou a entrega de dois veículos zero quilômetro para a Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade Urbana. 
 
Os dois automóveis Renault Logan irão incrementar o trabalho desempenhado pelos agentes de trânsito na cidade. “Estou muito feliz por esse momento e por todas as ações positivas que estamos realizando, como as novas instalações da Secretaria de Assistência e Inclusão Social e do Albergue Municipal que serão entregues essa semana, bem como a pintura do Palácio Moysés Vianna, que abriga a Prefeitura, e irá iniciar em breve”, salientou. 
 
Participaram do ato os secretários municipais, os agentes de trânsito e os vereadores Germano Camacho e Lídio Mendes.
 
Foto: Assessoria de Comunicação Social || Fonte: Assessoria de Comunicação Social

“A bondade enche as mãos de quem recebe e transborda o coração de quem Doa” com este slogan o Clube Caixeiral apresenta a sua campanha Natal Solidário. A iniciativa consiste em doação de brinquedos para as crianças carentes durante a festa natalina. As doações de qualquer brinquedo que realiza o sonho e faz uma criança feliz no Natal é muito bem-vindo. Os postos de arrecadação são a sede social e sede campestre do Clube Caixeiral. A diretoria ainda disponibiliza o e-mail do clube, Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. e os telefones (55) 3242-2126 ou (55) 3243-4328 para todas as informações sobre a campanha. A direção do clube, que se destaca pelas ações sociais convoca mais uma vez os associados e simpatizantes a participarem da campanha Natal Solidário e convida os caixeiralistas a multiplicarem o espirito natalino, sendo papais noéis para a criançada que espera pelo seu brinquedo.

Depois da vitória por 3 a 0 sobre o São Paulo, o Grêmio voltou as atividades na manhã desta terça-feira, no CT Presidente Luiz Carvalho. Agora, os trabalhos estão focados no penúltimo jogo do Campeonato Brasileiro, diante do Cruzeiro, que acontece nesta quinta-feira, às 19h15, na Arena.

O treinamento iniciou com um trabalho físico e em seguida, o grupo foi dividido em duas equipes que se enfrentaram em campo reduzido, aprimorando a movimentação, a troca de passes e as finalizações. Na sequência, alguns jogadores permaneceram no campo treinando penalidades. A atividade, que iniciou às 9h30 seguiu até próximo às 11h. 

Os atletas Matheus Henrique e Thaciano realizaram apenas uma atividade física, separados dos demais.

Na coletiva, o volante Matheus Henrique e o atacante Pepê conversaram com a imprensa. Confira a íntegra no vídeo abaixo.

Amanhã, o grupo treina no turno da tarde, também no CT, a partir das 15h e no final da tarde, inicia concentração para o jogo com o time mineiro.

Fotos: Lucas Uebel | Grêmio FBPA

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou regulamento para a fabricação, importação e comercialização de medicamentos derivados da Cannabis. Norma será publicada no Diário Oficial da União nos próximos dias e entrará em vigor 90 dias após a publicação.

A decisão foi tomada por unanimidade pela diretoria colegiada da agência reguladora. O parecer apresentado em reunião ordinária pública nesta terça-feira (3), em Brasília, está disponível na internet.

O medicamento só poderá ser comprado mediante prescrição médica. A comercialização ocorrerá exclusivamente em farmácias e drogarias sem manipulação. Conforme nota da Anvisa, “os folhetos informativos dos produtos à base de Cannabis deverão conter frases de advertência, tais como ‘O uso deste produto pode causar dependência física ou psíquica’ ou ‘Este produto é de uso individual, é proibido passá-lo para outra pessoa’”.

“Essa é uma excelente notícia, um avanço. Torna mais democrática a possibilidade de prescrição”, assinala o neurologista Daniel Campi, vice coordenador do Departamento de Dor da Academia Brasileira de Neurologia (ABN). Segundo ele, pacientes que conseguiam autorização de uso do medicamento estavam gastando mais de R$ 2,5 mil por mês.

Visão crítica

O especialista, no entanto, pondera que “é preciso ter visão mais crítica” sobre as potencialidades do medicamento. Segundo ele, “há um gap” entre a demanda pelo medicamento “para a melhora da qualidade de vida” e o conhecimento sobre em quais pacientes e circunstâncias produtos a base de Cannabis terão efeito.

“É como dizer que há um lugar fantástico na Floresta Amazônica, mas não dizer onde fica exatamente”, compara Daniel Campi ao defender que as universidades e centros de pesquisas deverão investigar mais os efeitos dos medicamentos.

Ele calcula que 70% da demanda antes da regulamentação da Cannabis para uso medicinal era para alivio de dor crônica (lombar e de cabeça). Também havia grande procura para casos de ansiedade e dificuldades de sono. A ABN prepara nota científica sobre fármacos à base de Cannabis.

A Associação Brasileira de Apoio Cannabis Esperança (Abrace) contabiliza centenas de pessoas que tiveram acesso ao medicamento para casos de epilepsia, autismo, mal de Alzheimer, mal de Parkinson e neuropatias. A entidade divulga nomes e contatos de mais de 150 médicos que já prescrevem medicamentos à base de Cannabis.

Projeto de Lei

A possibilidade de liberação da comercialização de produtos com Cannabis mereceu ao longo deste ano atenção constante do ministro da Cidadania, Osmar Terra, que é médico especializado em saúde perinatal e desenvolvimento do bebê, e faz restrições ao uso indiscriminado.

Na semana passada, em audiência pública na Câmara dos Deputados, Terra assinalou que “uma coisa é usar o canabidiol (...). Se ele faz efeito, tem que ter garantia do Ministério da Saúde para ser oferecido gratuitamente à população mais pobre com indicação médica, que realmente precisa. Agora, usar a desculpa do canabidiol para propor que se use a maconha livremente, nós não podemos deixar passar”.

Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei nº 399/2015 que faculta a comercialização de medicamentos que contenham extratos, substratos ou partes da planta Cannabis sativa em sua formulação. Em seu perfil no Twitter, Osmar Terra declarou haver lobby empresarial em favor da liberação de medicamentos derivados da Cannabis. Ele também declarou ser contrário à regulação do plantio da Cannabis, já vetado hoje pela na Anvisa. O Conselho Federal de Medicina publicou nota em favor do posicionamento do ministro.

Para o clínico-geral Leonardo Borges, do Hospital das Clínicas e do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, “a possibilidade de uso recreacional existe em outros medicamentos como os fármacos de sildenafil, previstos para homens com disfunção erétil, mas consumidos por homens sem problema nenhum”. O médico, que já prescreveu medicamento a base de Cannabis, assinala que a decisão da Anvisa foi tomada “após grande revisão da literatura sobre o medicamento”.

Edição: Lílian Beraldo
 
Por Gilberto Costa – Repórter da Agência Brasil

No dia em que completa 178 anos de história, a Polícia Civil do Rio Grande do Sul comemorou com entrega de homenagens a policiais que já dedicaram boa parte de suas vidas à missão de servir e proteger os gaúchos. Na tarde desta terça-feira (3/12), em cerimônia no auditório Cícero do Amaral Viana, no Palácio da Polícia, em Porto Alegre, 152 policiais que completaram 20 anos e 30 anos de serviços prestados foram agraciados com a Medalha Delegado Plínio Brasil Milano.

No grupo dos policiais civis com duas décadas de atuação na instituição, foram condecorados uma escrivã, dois comissários e 77 delegados, entre os quais o subchefe da Polícia Civil, Fábio Motta Lopes, o diretor-geral do gabinete do vice-governador e secretário-executivo do Programa RS Seguro, Antônio Carlos Pacheco Padilha, o diretor-geral da Secretaria da Segurança Pública (SSP), Marcelo Moreira da Silva, e o diretor administrativo da SSP, Elione Luiz Lopes.

Com 30 anos de Polícia Civil, receberam a homenagem 19 escrivães, 18 inspetores, 33 comissários e dois delegados. Entre todos os agraciados, o servidor com mais tempo de casa é o comissário Antônio Carlos Pinto da Silva, que completou três décadas na instituição em 22 de dezembro de 2009 e, daqui a 20 dias, vai celebrar 40 anos atuando nas ações de segurança do Estado.

Atualmente com 5,3 mil servidores na ativa, a Polícia Civil tem obtido excelentes resultados no combate à criminalidade no RS. Conforme os indicadores de eficiência monitorados pela SSP, entre janeiro e setembro de 2019, a instituição efetuou 8.681 prisões, sendo 4.244 em flagrante e 4.437 prisões mediante mandados. A instituição também apreendeu 3.262 armas e recuperou 12.296 veículos.

O vice-governador e secretário da Segurança Pública, delegado Ranolfo Vieira Júnior, destacou a honra pessoal em participar da cerimônia na condição de representante do governo, na casa da instituição que é sua origem na carreira da Segurança e a qual chefiou no período entre 2011 e 2014.
"A prioridade do nosso governo com a Segurança Pública e também a Polícia Civil se expressa nas medidas concretas, com as promoções, as entregas de viaturas e armamentos e os ingressos 412 novos policiais neste ano, e a previsão de entrada e mais servidores nos próximos três anos. Parabéns pelo merecido reconhecimento a todos os que aqui alcançaram 20 e 30 anos nessa instituição", afirmou Ranolfo.

Em seu discurso, a chefe de Polícia, delegada Nadine Anflor, relembrou o histórico da instituição até sua consolidação entre as polícias judiciárias mais preparadas e reconhecidas do país. "Se chegamos até aqui, é por causa do trabalho dedicado de todos vocês, policiais. Vibrem, que esse momento é para agradecer a todos pelo trabalho de excelência", declarou Nadine.

O subchefe de Polícia, delegado Fábio, que recebeu a medalha das mãos da chefe de Polícia e do vice-governador, destacou a importância de reconhecer as pessoas que integram a força de segurança.
"Nós, policiais, somos o que de melhor há nessa instituição. Somos o maior patrimônio da Polícia Civil. É claro que não trabalhamos sozinhos, mas temos um papel fundamental na redução de criminalidade que observamos este ano. Então, estão todos aqui de parabéns e é uma honra completar 20 anos de serviços à sociedade", disse Fábio.

A medalha

A concessão das medalhas está prevista no Decreto nº 30.820, de 6 de setembro de 1982. A medalha Plínio Brasil Milano é destinada a premiar os policiais que, por decisão fundamentada do Conselho Superior de Polícia, têm efetivo exercício de suas funções durante o período de 20 e 30 anos e que não tenham cometido qualquer ato ou prática que possa ser considerada como incompatível com a função.

O patrono

Modelo de policial, o delegado Plínio Brasil Milano nasceu em Alegrete, em 1908. Em 1932, formou-se em Direito na capital. Como policial, foi subprefeito de Porto Alegre na administração do prefeito Antônio Brochado da Rocha.

Por diversas vezes esteve no Exterior para desarticular quadrilhas internacionais e para cursos de aperfeiçoamento policial. Dentre suas iniciativas na Polícia, se destaca a criação de cursos de especialização para policiais civis.

Texto: Carlos Ismael Moreira/Ascom SSP
Edição: Marcelo Flach/Secom

 Foto: Rodrigo Ziebell / SSP

Página 1 de 384
Topo