Gisnei

Gisnei

O coronavírus, surgido na cidade de Wuhan, na China, já atingiu mais de 2.116 pessoas em todo o mundo e 300 estão em estado grave. Segundo oficiais da província de Hubei, 52 de todas as mortes foram registradas na região. A capital, Wuhan, onde o surto teve início, é a cidade mais afetada pelo vírus.

Somente na China foram registrados 2.062 casos. Além da China, Hong Kong (8 casos), Tailândia (8), Macau (5), Austrália (4), Japão (4), Malásia (4), Cingapura (4), Taiwan (4), Coreia do Sul (3), Vietnã (2) e Nepal (1) também tiveram casos confirmados. O coronavírus também chegou na Europa, com três casos confirmados na França. Já na América do Norte, são três casos nos Estados Unidos e um no Canadá. Até o momento não há registro de casos na América do Sul. As informações são do Centro de Ciência e Engenharia da universidade Johns Hopkins, de Baltimore (EUA).

O surto tem afetado planos da população chinesa em meio ao feriadão do Ano Novo Lunar. A imprensa estatal afirma que agências de turismo cancelaram todas as excursões para o exterior a partir de segunda-feira. Segundo a Televisão Central da China, a medida teria sido resultado de uma ordem do governo chinês.

A doença também continua a se alastrar pelo mundo, com 44 casos registrados em 13 nações, além da China. A maioria dos infectados são turistas de Wuhan ou pessoas que visitaram a cidade. É o caso do terceiro paciente identificado na Coreia do Sul, um homem sul-coreano que vive em Wuhan e que havia retornado de férias ao país natal.

*com informações da NHK, Agência pública do Japão

Edição: Pedro Ivo de Oliveira
 
Por Marcelo Brandão 

Em entrevista coletiva realizada pela polícia de Calabasas, na Califórnia, as autoridades afirmaram que havia nove pessoas a bordo do helicóptero que caiu hoje (26), matando o ex-jogador de basquete Kobe Bryant. As informações anteriores eram de que cinco pessoas haviam morrido. De acordo com afirmação atualizada da polícia, a aeronave levava oito pessoas e o piloto.

O acidente ocorreu às 9h47 da manhã no horário local (14h47 no horário de Brasília). Com a queda, o helicóptero pegou fogo e as chamas foram apagadas com dificuldade pelos bombeiros da cidade. Segundo a polícia, as investigações sobre as causas do acidente estão em andamento.

Filha também morre no acidente

A imprensa norte-americana também confirmou que uma das filhas do ex-jogador, Gianna, de 13 anos, também estava no helicóptero. O comissário da NBA, Adam Silver, publicou uma declaração lamentando a morte de Bryant. “A família NBA está devastada pela morte trágica de Kobe Bryant e sua filha, Gianna”, disse Silver, em nota publicada no Twitter. Os outros passageiros da aeronave ainda não foram identificados, e os legistas afirmam que a identidade deles será revelada após testes de DNA.

NBA
 
@NBA
 
 

NBA Commissioner Adam Silver issued the following statement today regarding the passing of Kobe Bryant

Ver imagem no Twitter
 
14,9 mil pessoas estão falando sobre isso
 
 

Nota da NBA lamenta a morte do ídolo das quadras de basquete americano

“Mas ele será mais lembrado por inspirar pessoas em todo o mundo a pegar uma bola de basquete e competir no melhor de sua habilidade”, acrescentou Silver em outro trecho da nota. Vários atletas de diferentes esportes já prestam homenagens a Bryant nas redes sociais. Ele é um dos grandes nomes da história da NBA, com cinco títulos conquistados e 33.643 pontos marcados, a quarta maior marca da liga.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira
 
Por Marcelo Brandão  Brasília
 
 
Foto USA Today Sports/reuters/Direitos Reservados

A tarde deste domingo foi de jogo pelo Gauchão para o Grêmio, que entrou em campo no estádio Bento Freitas, em Pelotas, para encarar o Brasil de Pelotas, pela 2ª rodada da competição. Com gol de David Braz, a equipe gremista venceu pelo placar de 1 a 0 e conquistou seus três primeiros pontos.

A partida iniciou equilibrada, com as duas equipes buscando o ataque, mas ambas com dificuldades de passar pelas marcações nos minutos iniciais. Depois da metade do jogo, o Tricolor conseguiu se impor e criar as melhores oportunidades de abrir o placar, tendo ainda um pênalti perdido. Mas aos 47’, conseguiu marcar com David Braz, que após cobrança de escanteio, mandou para o fundo das redes.

Logo aos 5 minutos, os donos da casa chegaram pela primeira vez com Nathan, que recebeu em frente a grande área e chutou no meio do gol, mas Vanderlei fez a defesa com tranquilidade. Já o Grêmio levou perigo aos 13’, depois de uma grande jogada coletiva. Maicon desarmou o adversário e acionou Alisson. O atacante rolou para Everton, que deixou Patrick em condições. O meia finalizou, mas mandou por sobre a meta. 

Outra boa oportunidade gremista surgiu pela direita, aos 20’, quando Victor Ferraz recebeu na área e chutou na trave, mas a bola voltou para as mãos do goleiro Rafael Martins. Insistindo no ataque, o Grêmio fez uma boa triangulação e Alisson invadiu a área, dividindo com o arqueiro adversário, que cometeu a penalidade, marcada pela arbitragem. No lance, Rafael Martins acabou sofrendo um choque e foi retirado de campo com a ambulância, sendo substituído por Matheus Nogueira. Luciano foi para a cobrança e acertou a trave esquerda, perdendo a chance de abrir o placar.

Passados 33 minutos, Patrick construiu uma boa jogada com Alisson, que recebeu o último passe e finalizou, mas chutou muito alto. Já aos 44’, Patrick dominou pela esquerda e passou pela marcação, mas caiu dentro da área, após dividir com marcador, mas nada foi assinalado.

Nos acréscimos, aos 47’, após cobrança de escanteio, a bola chegou a David Braz, que mandou de cabeça para o fundo das redes, abrindo o placar.

No segundo tempo, logo aos 2 minutos, Gabriel fez uma boa jogada, passando pela marcação e acionou Heverton, que finalizou, obrigando Vanderlei a espalmar pela linha de fundo. Em seguida, o Grêmio teve uma falta a seu favor, Alisson cobrou e Matheus Nogueira saiu para defender de soco. Outra chance gremista saiu dos pés de Lucas Silva, que da direita, mandou direto em direção a meta, obrigando o goleiro a tirar para escanteio.

Aos 16’, o Tricolor tentou com Patrick em contra-ataque rápido. O meia recuou a bola para Luciano, que finalizou, mas sobre a marcação. Insistindo no ataque, o Grêmio tentou pela direita - Victor Ferraz cruzou para Alisson na área, que tentou chapelar o marcador, mas foi impedido pela marcação. Em resposta, o Brasil de Pelotas mandou uma bola na trave, com Nathan. Já com 24’, Alisson serviu Luciano na direita e o atacante chutou cruzado - a bola passou muito perto de Isaque, que quase conseguiu a finalização.

Uma boa oportunidade de gol nasceu aos 37’, quando Isaque, da direita, cruzou para Maicon. O capitão chutou, obrigando Matheus Nogueira a fazer defesa. No lance seguinte, após Alisson cobrar escanteio, Kannemann mandou de cabeça, acertando a trave - a bola bateu no poste e voltou para o arqueiro do Brasil.

Na reta final da partida, Lucas Silva cobrou uma falta com perigo, mas a bola saiu à esquerda do gol do Brasil de Pelotas. Em seguida, Victor Ferraz conseguiu marcar um gol, mas a jogada estava anulada por impedimento.

Com o resultado, o Grêmio soma seus três primeiros pontos na competição e sobe para a quarta colocação.

 

Fotos: Lucas Uebel | Grêmio FBPA

O Tricolor iniciou a sexta-feira com trabalhos no Centro de Treinamento Presidente Luiz Carvalho. O foco está na partida contra o Brasil de Pelotas, que acontece no domingo, às 16h, no Estádio Bento Freitas.

A única ausência da atividade foi o zagueiro Geromel, submetido ontem à noite a uma cirurgia artroscópica para correção de uma lesão no menisco lateral do joelho direito.

Orientados pelo técnico Renato Portaluppi e seu auxiliar Alexandre Mendes, o grupo participou de um trabalho técnico, em campo reduzido, buscando intensidade, movimentação e troca de passes.Na última etapa, apenas alguns atletas permaneceram na mesma atividade, sendo do elenco profissional, Thaciano, Paulo Miranda, Frizzo, Darlan, Rodrigues, André, Orejuela e Júlio César.

O lateral Marcelo Oliveira segue trabalhando separado dos demais. Durante a manhã, realizou uma atividade física, com corridas em torno do gramado. 

Depois do treinamento, o zagueiro David Braz concedeu entrevista coletiva, que você pode conferir no vídeo abaixo. 

Amanhã, o Tricolor realiza pela manhã o último trabalho antes de viajar a Pelotas. Paralelo a esta atividade, às 11h, na Arena, irá ocorrer um jogo-treino contra a equipe do Athletico Paranaense. Parte dos atletas deve participar. 

 

Fotos: Lucas Uebel | Grêmio FBPA

As etapas locais do Circuito Verão Sesc de Esportes 2020 estão movimentando todo o RS neste início de ano. Desde dezembro, cerca de 100 municípios recebem disputas de Beach soccer, Handebol de areia, Vôlei de duplas, Futevôlei, Beach câmbio e, a novidade de 2020, o Basquete de trio. A proposta desta 19ª edição é seguir proporcionando aos gaúchos atividades esportivas também no verão, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida dos participantes também nas modalidades de areia. Muitas das cidades seguem com inscrições abertas. No site, é possível conferir todas as regiões participantes, datas das próximas etapas e informações adicionais www.sesc-rs.com.br/circuito.

Até dia 1º de março, serão conhecidos os campeões de cada modalidade e naipe das fases municipais, que disputarão a final estadual nos dias 07 e 08 de março, em Torres, no Litoral Norte gaúcho. A atração musical da etapa final já está confirmada: Diogo Nogueira fará um show gratuito na Praia dos Molhes (Praça da SAPT – Av. Beira Mar, s/n), a partir das 21h do dia 07, com seus últimos lançamentos, além de homenagens a grandes nomes da MPB e do samba como Djavan, Martinho da Vila, Caetano Veloso, Zeca Pagodinho e João Nogueira.

Considerado o maior evento esportivo de praia do Sul do País, o Circuito Verão Sesc é uma realização do Sistema Fecomércio-RS/Sesc, em parceria com as Prefeituras Municipais.

Esporte Sesc – Para promover o bem-estar físico da comunidade gaúcha, “Esporte Sesc – Praticar Faz Bem”, pilar do Sistema Fecomércio-RS/Sesc, realiza torneios e competições, tais como o Circuito Verão Sesc de Esportes, Jogos Comerciários, Sesc Triathlon e o Circuito Sesc de Corridas, além das ações voltadas à qualidade de vida promovidas pelas Academias Sesc, que mantém desde 2011 certificação NBR ISO 9001:2015.

Fonte: https://www.sesc-rs.com.br/

Foto: Marcos Nagelstein

As etapas locais do Circuito Verão Sesc de Esportes 2020 estão movimentando todo o RS neste início de ano. Desde dezembro, cerca de 100 municípios recebem disputas de Beach soccer, Handebol de areia, Vôlei de duplas, Futevôlei, Beach câmbio e, a novidade de 2020, o Basquete de trio. A proposta desta 19ª edição é seguir proporcionando aos gaúchos atividades esportivas também no verão, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida dos participantes também nas modalidades de areia. Muitas das cidades seguem com inscrições abertas. No site, é possível conferir todas as regiões participantes, datas das próximas etapas e informações adicionais www.sesc-rs.com.br/circuito.

Até dia 1º de março, serão conhecidos os campeões de cada modalidade e naipe das fases municipais, que disputarão a final estadual nos dias 07 e 08 de março, em Torres, no Litoral Norte gaúcho. A atração musical da etapa final já está confirmada: Diogo Nogueira fará um show gratuito na Praia dos Molhes (Praça da SAPT – Av. Beira Mar, s/n), a partir das 21h do dia 07, com seus últimos lançamentos, além de homenagens a grandes nomes da MPB e do samba como Djavan, Martinho da Vila, Caetano Veloso, Zeca Pagodinho e João Nogueira.

Considerado o maior evento esportivo de praia do Sul do País, o Circuito Verão Sesc é uma realização do Sistema Fecomércio-RS/Sesc, em parceria com as Prefeituras Municipais.

Esporte Sesc – Para promover o bem-estar físico da comunidade gaúcha, “Esporte Sesc – Praticar Faz Bem”, pilar do Sistema Fecomércio-RS/Sesc, realiza torneios e competições, tais como o Circuito Verão Sesc de Esportes, Jogos Comerciários, Sesc Triathlon e o Circuito Sesc de Corridas, além das ações voltadas à qualidade de vida promovidas pelas Academias Sesc, que mantém desde 2011 certificação NBR ISO 9001:2015.

Fonte: https://www.sesc-rs.com.br/

Foto: Marcos Nagelstein

O Brasil registrou a criação de 644 mil vagas de emprego formal no ano passado, 21,63% a mais que o registrado em 2018. De acordo com o Ministério da Economia, é o maior saldo de emprego com carteira assinada em números absolutos desde 2013.

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados hoje (24), mostram que o estoque de empregos formais chegou a 39 milhões de vínculos. Em 2018, esse número tinha ficado em 38,4 milhões.

Todos os oitos setores da economia registraram saldo positivo no último ano. O destaque ficou com o setor de serviços, responsável pela geração de 382,5 mil postos. No comércio, foram 145,4 mil novas vagas e na construção civil, 71,1 mil. O menor desempenho foi o da administração pública, com 822 novas vagas.

No recorte geográfico, as cinco regiões fecharam o ano com saldo positivo. O melhor resultado absoluto foi o da Região Sudeste, com a criação de 318,2 mil vagas. Na Região Sul, houve abertura de 143,2 mil postos; no Nordeste, 76,5 mil; no Centro-Oeste, 73,4 mil; e no Norte, 32,5 mil. Considerando a variação relativa do estoque de empregos, as regiões com melhores desempenhos foram Centro-Oeste, que cresceu 2,30%; Sul (2,01%); Norte (1,82%); Sudeste (1,59%) e Nordeste (1,21%).

Em 2019, o saldo foi positivo para todas as unidades da federação, com destaque para São Paulo, com a geração de 184,1 mil novos postos, Minas Gerais, com 97,7 mil, e Santa Catarina, com 71,4 mil.

De acordo com o Caged, também houve aumento real nos salários. No ano, o salário médio de admissão foi de R$ 1.626,06 e o salário médio de desligamento, de R$ 1.791,97. Em termos reais (considerado o deflacionamento pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor, o INPC), registrou-se crescimento de 0,63% para o salário médio de admissão e de 0,7% para o salário de desligamento, na comparação com novembro do ano passado.

Novas regras

Segundo os dados divulgados hoje, em 2019 houve 220,5 mil desligamentos mediante acordo entre empregador e empregado. Os desligamentos ocorreram principalmente em serviços (108,8 mil), comércio (53,3 mil) e indústria de transformação (35 mil).

Na modalidade de trabalho intermitente, o saldo ficou positivo em 85,7 mil empregos. O melhor desempenho foi do setor de serviços, que fechou 2019 com 39,7 mil novas vagas. No comércio, o saldo ficou em 24,3 mil postos; na indústria da transformação, 10,4 mil; e na construção civil 10 mil. As principais ocupações nessa modalidade foram assistente de vendas, repositor de mercadorias e vigilante.

Já no regime de tempo parcial, o saldo de 2019 chegou a 20,3 mil empregos. Os setores que mais contrataram nessa modalidade foram serviços, 10,6 mil; comércio, 7,7 mil; e indústria de transformação, 1,2 mil. As principais ocupações foram repositor de mercadorias, operador de caixa e faxineiro.

Dados de dezembro

Já no mês de dezembro, o saldo de novos empregos foi negativo. Segundo o Ministério da Economia, o resultado ocorre todos os anos. “Trata-se de uma característica do mês, devido aos desligamentos dos trabalhadores temporários contratados durante o fim de ano, além da sazonalidade naturalmente observada nos setores de serviços, indústria e construção civil”, informou a pasta.

No último mês de 2019, o saldo ficou negativo em 307,3 mil vagas. Em 2018, o saldo de dezembro havia sido de 334,4 mil vagas fechadas. Os maiores desligamentos foram no setor de serviços, com menos 113,8 mil vagas, e na indústria de transformação, com redução de 104,6 mil postos de trabalho. O comércio foi o único a apresentar saldo positivo, com 19,1 mil vagas criadas.

Na modalidade de trabalho intermitente, o saldo também foi positivo: 8,8 mil novas vagas em dezembro. Comércio e serviços dominaram as contratações com saldos de 3,7 mil e 3,1 mil novos postos, respectivamente. Já o trabalho parcial teve déficit de 2,2 mil vagas no mês passado.

Edição: Maria Claudia
 
Por Agência Brasil 
 
 
Marcello Casal/Agência Brasil

Os aeroportos brasileiros começaram a divulgar a partir de hoje (24) um alerta da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre o coronavírus. No alerta, uma mensagem de áudio de aproximadamente 1 minuto, a Anvisa orienta os passageiros que chegaram da China e estão com sintomas como febre e tosse a procurar uma unidade de saúde. Também são dadas orientações para evitar a transmissão de doenças.

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) confirmou que todos os aeroportos administrados por ela veicularão a mensagem. Segundo a Anvisa, os aeroportos concedidos à iniciativa privada também receberam o alerta sonoro e devem veiculá-lo. A agência se reuniu especificamente com representantes do aeroporto de Guarulhos, por tratar-se de um local com fluxo intenso de voos internacionais.

Nessa reunião, a Anvisa informou profissionais de empresas aéreas e de outros setores do aeroporto sobre a atual situação do coronavírus e sobre a definição do governo brasileiro, alinhada às orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) do que pode ser considerado um caso suspeito. Além disso, a agência abordou a intensificação nos procedimentos de limpeza e desinfecção dos terminais.

O coronavírus matou 26 pessoas na China e a doença chegou a outros países, como Japão , Tailândia e Coreia do Sul. Não há registros de que a doença tenha chegado ao Brasil. A fonte do vírus ainda é desconhecida, sendo possivelmente de uma reserva animal, e a extensão da transmissão entre humanos ainda não é clara.

Leia o alerta da Anvisa, veiculado nos aeroportos a partir de hoje:

“A Anvisa informa: se você tiver febre, tosse ou dificuldade para respirar dentro de um período de 14 dias após a viagem para a China, você deve procurar uma unidade de saúde mais próxima e informar a respeito da viagem. Se você tiver febre, tosse ou dificuldade para respirar tome medidas simples, que podem evitar a transmissão de doenças: lave as mãos frequentemente com água e sabão. Se não tiver água e sabão, use álcool em gel. Cubra o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar. Descarte o lenço no lixo e lave as mãos. Evite aglomerações e ambientes fechados, procurando manter os ambientes ventilados. Não compartilhe objetos de uso pessoal como talheres, pratos, copos ou garrafas. Procure o serviço de saúde mais próximo”.

Edição: Fábio Massalli
 
Por Marcelo Brandão – Repórter da Agência Brasil 
 
 
Foto Wilson Dias/Agência Brasil

A seleção brasileira de judô estreia na madrugada desta quinta-feira (23) no Grand Prix de Tel Aviv, em Israel, a primeira competição do calendário oficial da Federação Internacional de Judô- IJF é a sigla em inglês – que reúne mais de 500 atletas de 21 países. A competição assegura 700 pontos aos vencedores, nada mal para quem busca melhorar seu posicionamento no ranking classificatório para Tóquio 2020. As lutas serão transmitidas ao vivo no site da IJF.

A delegação brasileira está em Israel conta com 22 atletas,  sendo que nove deles já fazem duelos preliminares a partir das 4h30 (horário de Brasília) desta quinta-feira (23). A competição termina no sábado (25).

Confira abaixo os horários dos confrontos dos judocas brasileiros:

Quinta-feira (23) 

Lutas preliminares  às 4h30 e finais às 12h 

Gabriela Chibana (48kg) x Francesca Milani (ITA)

Nathalia Brigida (48kg) x Daria Pichkaleva (RUS)

Sarah Menezes (52kg) x Erza Muminoviq (KOS)

Eleudis Valentim (52kg) x Anastasia Polikarpova (RUS)

Ketelyn Nascimento (57kg) x Pauline Starke (GER)

Felipe Kitadai (60kg) x Matan Shani (ISR) ou Kemran Nurillaev (UZB)

Eric Takabatake (60kg) x Yanislav Gerchev (BUL)

Willian Lima (66kg) x Bogdan Iadov (UKR)

Daniel Cargnin (66kg) x Jacob Valois (CAN) ou Tal Almog (ARG)

Sexta-feira (24)

Lutas preliminares  às 4h30 e finais às 12h

Ketleyn Quadros (63kg) x Maria Centracchio (ITA) ou Agata Ozdoba-Blach (POL)

Alexia Castilhos (63kg) x Sandrine Billiet (CPV)

Maria Portela (70kg) x Alina Lengweiler (SUI)

Ellen Santana (70kg) x Hilde Jager (NED) ou Elvismar Rodriguez (VEN)

David Lima (73kg) x Artem Khomula (UKR)

Eduardo Katsuhiro Barsosa (73kg) x Anthony Zingg (GER)

Eduardo Yudy Santos (81kg) x Aristos Michael (CYP)

João Macedo (81kg) x Kalonji Mbuyi (COD)

Sábado (25) 

Lutas preliminares  às 5h e finais às 12h

Samanta Soares (78kg) x Aleksandra Babintseva (RUS)

Rafael Macedo (90kg) x Francisco Balanta (COL) ou Theodoros Tselidis (GRE)

Giovani Ferreira (90kg) x Matteo Marconcini (ITA) ou Itay Golan (ISR)

Leonardo Gonçalves (100kg) x Lewis Medina (DOM) ou Saidzhalol Saidov (TJK)

Rafael Buzacarini (100kg) x Jevgenijs Borodavko (LAT)

Edição: Guilherme Neto
 
Por Claudia Soares Rodrigues - Jornalista da TV Brasil 

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou hoje (22) a realização de oferta pública global de ações da Petrobras que pertencem à instituição. A oferta tem valor de até US$ 5,6 bilhões - equivalentes a R$ 23,5 bilhões - e envolverá a alienação de até 9,86% das ações ordinárias da Petrobras, entre oferta base e “hot issue” (o lote adicional pelo qual a companhia pode elevar o volume de venda em até 20%, dependendo da demanda pelos papéis), informou o banco por meio de nota. As ações preferenciais de propriedade do BNDES não serão alienadas.

A oferta será feita no Brasil e no exterior. Por isso, a operação foi registrada no órgão regulador brasileiro, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), autarquia vinculada ao Ministério da Economia. O órgão equivalente nos Estados Unidos, a ‘Securities and Exchange Commission’ (SEC), também foi notificado.

De acordo com o BNDES, a operação é resultado do programa de desinvestimento de participações acionárias em empresas listadas na bolsa de valores. O objetivo do programa, iniciado em 2019, é reduzir o risco de mercado do banco, permitindo o redirecionamento dos recursos para investimentos em áreas de maior impacto para a sociedade, como saneamento, mobilidade urbana, educação e segurança.

Esse processo de desinvestimento já incluiu, nos últimos meses, a venda total de participações acionárias do BNDES na Marfrig Global Food S.A. e na Light S.A.. O BNDES tem em curso, ainda, potencial oferta pública de ações ordinárias da JBS.

Ações ordinárias

De acordo com decisão acionária encaminhada pela Petrobras à CVM, a oferta pública secundária protocolada pelo BNDES envolve a venda de até 734.202.699 ações ordinárias de emissão da Petrobras e pertencentes ao banco.

O período de reserva das ações da oferta brasileira se estenderá de 29 deste mês até 4 de fevereiro. A fixação do preço por ação acontecerá no dia seguinte (5).

O início das negociações das ações na bolsa de valores deve ocorrer em 7 de fevereiro de 2020, em conformidade com o previsto em regulamento. A data máxima da negociação vai até 6 de agosto. Não houve ainda informação sobre a data da oferta no exterior.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira
 
Por Alana Gandra
 
 
Marcello Casal jr/Agência Brasil
Página 7 de 402
Topo