Gisnei

Gisnei

As eleições presidenciais de 2018 inauguraram uma nova maneira de se fazer campanha no Brasil, conforme os especialistas ouvidos pela Agência Brasil. O horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão perdeu a atenção quase exclusiva dos eleitores, que também não seguem mais seus candidatos em carreatas ou passeios públicos - mas em espaços virtuais fidelizados como os perfis dos políticos nas redes sociais.

“É quase uma não campanha”, considera o cientista político Malco Camargos, professor da PUC Minas. “O elemento novo são as redes sociais”, assinala a diretora-executiva do Ibope, Marcia Cavallari. “É um fenômeno novo, ainda em teste”, opina Beatriz Martins, autora do livro Autoria em Rede: os novos processos autorais através das redes eletrônicas.

Com essas mudanças, o debate público ficou esvaziado. Em vez da discussão de propostas sobre geração de emprego, atendimento à saúde, qualidade do ensino, transporte ou segurança pública, eleitores usam seu tempo compartilhando memes com supostos atributos do seu candidato ou com defeitos do oponente.

“As mensagens correm em grupos fechados, dentro das bolhas. Esse ambiente não se caracteriza como espaço público. Não há oportunidade de contraditório”, descreve Beatriz Martins. Nem sempre os conteúdos repassados são comprovados.

Familiares, amigos e colegas de trabalho se tornaram cabos eleitorais engajados, compartilhando inúmeras mensagens por dia, por vezes falsas, como atesta avaliaçãode 347 grupos de WhatsApp feita pelos professores Pablo Ortellado (USP), Fabrício Benvenuto (UFMG) e a Agência Lupa de checagem de fatos. O estudo mostra que entre as imagens mais compartilhadas apenas 8% podem ser classificadas como verdadeiras.

Violência simbólica

Para Fábio Gouveia, coordenador do Laboratório de Estudos sobre Imagem e Cibercultura da UFES, “consolidou-se uma tendência que já estava em curso antes da eleição: violência simbólica, desconstrução de imagem e desinformação”.

O especialista avalia que a maneira como são usadas as novas mídias afeta a credibilidade dos meios tradicionais. “Há uma cruzada que põe em xeque a legitimidade da imprensa”. Segundo ele, é preocupante o comportamento social disseminado entre eleitores de dizer que “a mídia mente” quando confrontados com notícia apurada contra o seu candidato.

Gouveia alerta que a desqualificação constante do trabalho da imprensa e a dificuldade de perceber quando a notícia é falsa ou verdadeira são prejudiciais à democracia. “Independentemente de quem vença em 28 de outubro, esse estrago está feito”, registra.

Esvaziamento dos jornais e importância da TV

“É preciso ensinar as pessoas a lidarem com tanta informação. Saber o que é confiável e o que não é”, pondera Beatriz Martins. Ela, que é jornalista, aponta o “esvaziamento dos jornais” que “perderam peso” com a demissão de jornalistas e diminuição de redações.

Para o filósofo Nélio Silva, mestrando na UFScar, o baixo índice de leitura dos brasileiros é um problema que agrava a circulação de notícias falsas. Por causa disso, segundo ele, a televisão ainda é importante e debates entre os candidatos à Presidência poderiam fazer os eleitores conhecerem melhor as propostas de Jair Bolsonaro (PSL) e de Fernando Haddad (PT).

Para Marcia Cavallari, do Ibope, a televisão teve papel fundamental na campanha. Ela lembra que muitas imagens compartilhadas por WhatsApp, Facebook, Twitter ou Instagram foram replicadas de entrevistas e debates ocorridos nas emissoras de TV. “Uma coisa alimenta a outra”, avalia. O cientista político Malco Camargos concorda e lembra que a TV foi central na cobertura do atentado a faca sofrido por Bolsonaro em Juiz de Fora, no mês de agosto.

Por Gilberto Costa - Repórter da Agência Brasil

Fonte: 

Sem tempo a perder, o técnico Claudinei Oliveira desembarcou, no início da tarde desta quarta-feira (17), em Chapecó. Após pousar na capital do oeste, o novo comandante da equipe alviverde seguiu diretamente para o Centro de Treinamentos da Água Amarela. No local, a sua primeira atitude foi reunir o grupo de atletas para uma conversa, onde se apresentou e falou, com otimismo e confiança, sobre o compromisso que assumem a partir de agora.

Após a troca de ideia com os jogadores, Claudinei deu início ao primeiro treino. As atividades foram marcadas por trabalhos em campo reduzido e simulação de situações de jogo nos setores ofensivo e defensivo.

Nesta quinta-feira, a Chapecoense volta aos trabalhos com foco total na preparação para partida decisiva do próximo domingo (21), contra o Cruzeiro, no Independência.

Fonte: https://chapecoense.com

A força-tarefa do Programa Compensa-RS, que promove a compensação de débitos inscritos em dívida ativa com precatórios vencidos do Estado do Rio Grande do Sul, suas autarquias e fundações, já recebeu 384 pedidos*, que englobam aproximadamente 3.000 precatórios e 1.500 execuções fiscais. O prazo para adesão com a redução de juros vai até o dia 31 de outubro, para créditos tributários relacionados com o ICM e o ICMS, declarados ou não em guia informativa, inscritos em dívida ativa até 25 de março de 2015. 

Também são passíveis de compensação as dívidas não tributárias, desde que também inscritas em dívida ativa, as quais não fazem jus ao referido desconto nos juros.

O valor total dos precatórios envolvidos nos pedidos até o momento realizados é de R$ 1,4 bilhão, sendo que as dívidas alcançam a importância de R$ 1,5 bilhão. O montante da entrada, já quitada, superou a quantia de R$ 128 milhões. Já os pedidos homologados pela Procuradoria-Geral do Estado, até o momento, importarão na baixa de R$ 94 milhões devidos a título de precatório e R$ 70 milhões da dívida ativa.

Diversos outros pedidos de compensação já foram objeto de análise e aguardam o transcurso do prazo de intimação para que as empresas complementem a documentação necessária à homologação de seu pedido. 

O Programa Compensa/RS prossegue, sem os descontos nos juros, até o prazo final instituído pela Emenda Constitucional nº 99/2017, qual seja, 31 de dezembro de 2024.

Os pedidos de adesão podem ser feitos nos sites da Procuradoria-Geral do Estado e da Secretaria da Fazenda.

* Levantamento feito em 11 de outubro.

Texto: Ascom PGE
Edição: André Malinoski/Secom

Na última semana, o Programa de Educação Ambiental “Cidade Linda” promoveu a gincana “Cuidando do Meio Ambiente”, com os alunos da Escola Municipal Flores da Cunha. Integrando o projeto piloto realizado com os moradores do bairro Planalto, a Gincana desenvolveu atividades de recolhimento de materiais recicláveis, prova de conhecimento e reaproveitamento de materiais recicláveis com os alunos do turno da manhã.

Já durante a tarde, a Gincana promoveu oficinas de culinária saudável, reaproveitamento de materiais recicláveis e plantio de mudas orgânicas. Ainda no mesmo bairro, os voluntários do Programa realizaram atividades com os alunos da Escola Municipal Infantil Gurizada, com oficina de plantio de mudas orgânicas para que as crianças levassem para casa, cultivassem e pudessem consumir verduras orgânicas.


FOTOS: DIVULGAÇÃO/CIDADE LINDA

As competências para o mercado de trabalho 4.0 e o impacto da educação na economia brasileira foram os principais temas discutidos durante o 5º Fórum Lide de Educação e Inovação, realizado nesta terça, 16, em São Paulo. O evento, realizado pelo Grupo de Líderes Empresariais (Lide), contou com a participação do ministro da Educação, Rossieli Soares, ao lado de líderes empresariais, autoridades, educadores e especialistas em inovação.

“Temos hoje 57 milhões de matrículas na educação brasileira, do ensino infantil até o ensino superior”, destacou Rossieli Soares. “No ensino fundamental, são 27 milhões de matrículas. No ensino médio, 7,9 milhões. A boa notícia é que temos 99% da população de 6 a 14 anos dentro da escola. Mas tem o outro lado: temos quase 80 milhões de brasileiros com 15 anos ou mais que possuem ensino fundamental ou médio incompletos e não frequentam a escola. Esse é o retrato do Brasil, que tem um grande acesso, mas também um grande desafio pela frente. Se focarmos a geração de 15 a 24 anos, são 17 milhões de jovens fora da escola. Esses números nos preocupam todos os dias”.

O ministro ressaltou a necessidade urgente de uma mudança. “É preciso expor esses números, pois sem um bom diagnóstico não vamos seguir em frente. Está na hora de o Brasil colocar realmente, no centro das prioridades, a educação. Estar no centro das prioridades não é a mesma coisa que estamos fazendo. Colocar no centro das prioridades é enfrentar as dificuldades e os desafios que o país verdadeiramente tem e nos quais está se arrastando ao longo do tempo.”

Desafios – A preparação do aluno para o mercado de trabalho e os desafios da vida no futuro foram alguns dos assuntos abordados no fórum. O presidente do Lide, Fernando Furlan, e a presidente do Instituto Ayrton Senna, Viviane Senna, demonstraram a importância de focar no futuro da educação brasileira.

“Precisamos dessa intensidade que vemos na campanha política, essa paixão, direcionada à educação e inovação”, declarou Furlan. “Há muito tenho dito que inclusão digital significa inclusão social. No final das contas, o jovem se prepara para a vida, e a educação é um passaporte importantíssimo. É preciso debater a ineficiência do sistema e a recorrência das questões, principalmente do ensino básico, que muda a criança e a prepara para o futuro. Que esses debates possam ter um efeito multiplicador para que tenhamos um Brasil diferente e muito mais eficiente na área de educação”.

Viviane Senna lembrou que o preço de uma educação ineficiente pode ser bem alto. “A questão da educação é crítica, crucial para o desenvolvimento do país”, disse. “Nós sabemos que o custo de não ter educação é altíssimo e todos estão pagando hoje no cenário político, econômico e social. Há uma relação muito importante entre educação e o mundo de inovação, da imensa revolução tecnológica pela qual nós estamos atravessando”.

A presidente do Instituto Ayrton Sena também alertou para a necessidade de mudança na educação. “A indústria 4.0, que não é só indústria, é todo um cenário de mudança em diversas áreas, traz de novo esse fantasma que assusta a humanidade de tempos em tempos, quando há grandes saltos de mudança. Setores e profissões inteiros desapareceram no passado durante esses saltos. E o que importa hoje é analisar a velocidade com que isso acontece, assim como qual será o papel da escola na preparação dessas novas gerações. A escola, não só no Brasil, mas no mundo, ainda está preparando os alunos para empregos do século 20, como se estivesse parada no tempo. Precisamos preparar os jovens para um mundo que está mudando muito rápido.”

Lide – Grupo de Líderes Empresariais é uma organização de caráter privado, que reúne empresários em diversos países. A organização debate o fortalecimento da livre iniciativa do desenvolvimento econômico e social, assim como a defesa dos princípios éticos de governança corporativa no setor público e privado. Fundado no Brasil, em 2003, o grupo é formado por líderes empresariais de corporações nacionais e internacionais, que se preocupam em sensibilizar o empresariado brasileiro para a importância de seu papel na construção de uma sociedade ética, desenvolvida e consciente.

Instituto Ayrton Senna - Há mais de 20 anos, o Instituto Ayrton Senna atua com o objetivo de ampliar as oportunidades de crianças e jovens por meio da educação. A meta anunciada é desenvolver o cidadão por inteiro, preparando-o para a vida no século 21 em todas as suas dimensões. Financiadas por doações, recursos de licenciamento e por parcerias com a iniciativa privada, as ações do instituto são voltadas para os ensinos fundamental e médio, em 16 estados e aproximadamente 600 municípios, buscando reforçar o apoio à formação de cerca de 45 mil profissionais por ano e à educação de mais de 1,5 milhão de alunos.

Assessoria de Comunicação Social

O alerta à prevenção ao câncer de mama foi o tema da manhã de hoje (16), em mais um dia de atividades alusivas ao Outubro Rosa. Organizada pelo Gabinete da Primeira-dama, Liga Feminina de Combate ao Câncer e secretarias de Saúde e de Assistência e Inclusão Social, a ação reuniu dezenas de pessoas na Praça General Osório.

Para chamar a atenção da comunidade, uma caminhada pela Rua dos Andradas deu início às atividades. Já na Praça foram oferecidos serviços de saúde, incluindo testes de glicose oferecidos pelo Lions, testes rápidos ofertados pelo SAE, corte e doação de cabelo, além de distribuição de material informativo, água quente e erva-mate; e aulas de zumba e Tai-Chi-Chuan, contando ainda com a participação da Fanfarra do 7º RCMec. 

FOTOS: HENDRICK SOARES/ASCOM

A partir das 11h desta terça-feira, 16/10, a Arena e o Grêmio iniciam a venda de ingressos para o jogo de ida da semifinal da Conmebol Libertadores 2018, marcada para o dia 23/10, na Argentina. Os sócios do clube poderão adquirir o seu ingresso pelo site arenapoa.com.br das 11h do dia 16/10 até as 18h do dia 18/10.

Ao efetivar a compra, o torcedor receberá um voucher, que deve ser trocado pelo ingresso oficial para a partida contra o River Plate. Essa troca será realizada na bilheteria sul (amarela) da Arena do Grêmio, na sexta-feira e no sábado, 19 e 20/10, das 11h às 18h. Somente o titular da compra poderá retirar o seu ingresso portando documento com foto, CPF e o cartão que efetivou a compra.

O valor de cada ingresso é de R$ 200 e será comercializado apenas um ingresso por CPF.

Uma cota de ingressos para a torcida do Grêmio também estará à venda em Buenos Aires, das 10h às 14h, do dia 23/10. O endereço para compra é Av. Pres. Figueroa Alcorta, 7597 – Bilheteria do River Plate.

SERVIÇO

Compra de ingressos River Plate x Grêmio – Argentina

Data do jogo: 23/10/18

Como comprar: ingressos vendidos apenas pelo site arenapoa.com.br

Data para compra: das 11h do dia 16/10 às 18h do dia 18/10

Troca de voucher: dias 19 e 20/10, das 11h às 18h na bilheteria sul da Arena do Grêmio

Valor: R$ 200

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

A 20ª edição dos Jogos de Integração das Pessoas Idosas do Rio Grande do Sul, realizada pelo Departamento de Esportes da Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer (Sedactel), com investimentos da Lei Geral do Desporto (Lei Federal Nº 9.615/98), a Lei Pelé, acontece em Tramandaí entre os dias 8 e 20 de novembro. São esperados em torno de 1.500 idosos durante as atividades.

Representantes da Sedactel e da Federação Gaúcha de Jogos Adaptados para Idosos (FGJAI) definiram os últimos detalhes para a realização das disputas. O evento conta com o apoio de cerca de 80 voluntários, sendo 50 universitários e 30 da comissão organizadora do evento. As modalidades desenvolvidas durante o evento serão: câmbio, basquete, handebol recreação e dança. Além disso, também haverá caminhada pelas ruas de Tramandaí.

Texto: Josiele Silva/Sedactel
Edição: André Malinoski/Secom 

Foto: Josiele Silva/Sedactel

Da zero hora de quinta-feira (11) até a meia-noite de domingo (14), 14.259 veículos foram fiscalizados na Operação Viagem Segura de Nossa Senhora Aparecida. Brigada Militar, Comando Rodoviário da BM e Polícia Rodoviária Federal registraram 5,4 mil infrações e recolheram 321 veículos e 160 CNHs irregulares, nos quatro dias da Operação.

A 94ª edição da Operação Viagem Segura registrou 245 acidentes de trânsito nas ruas, rodovias e estradas gaúchas, dos quais resultaram 150 feridos e 19 vítimas fatais (considerados aqui apenas os óbitos que aconteceram no local do acidente). Na operação do ano passado, inicialmente haviam sido registradas dez mortes em cinco dias da ação, mas esse número chegou a 19, considerando os óbitos que ocorrem em até 30 dias pós-acidente.

Bafômetro

No combate à alcoolemia, 2.759 condutores foram solicitados a fazer o teste do etilômetro. Destes, 39 foram autuados por teste positivo, sendo seis enquadrados em crime de trânsito (15,4%). Setenta e dois condutores recusaram-se a soprar o etilômetro e sofrerão as mesmas sanções administrativas do teste positivo – multa de R$ 2.934,70 e suspensão da CNH pelo período de 12 meses. Em caso de reincidência em um ano, aplica-se a multa em dobro e é instaurado processo de cassação do direito de dirigir em desfavor do infrator.

Sobre a Viagem Segura

Um dos principais programas de segurança no trânsito do estado, a Operação Viagem Segura reúne órgãos de fiscalização e instituições parceiras para prevenir acidentes nos feriados e principais datas comemorativas. Polícia Rodoviária Federal (PRF), Brigada Militar (BM), Comando Rodoviário da BM (CRBM), DetranRS e Polícia Civil reforçam a fiscalização e promovem ações de conscientização com o apoio da ANTT, DNIT, Cetran/RS, DAER, EGR, Metroplan e Famurs, além de representantes da sociedade civil organizada, como o Lions Club.

Desde o feriado da Proclamação da República de 2011 foram realizadas 94 operações, com mais de 5,3 milhões de veículos fiscalizados e 212,7 mil testes de etilômetro realizados. Foram registradas 968,4 mil infrações, sendo mais de 19 mil autuações por embriaguez, incluindo as recusas ao teste do bafômetro. A fiscalização também recolheu 90,2 mil veículos e mais de 24,7 mil CNHs.

Texto: Letícia Sielecki/DetranRS
Edição: André Malinoski/Secom

Dentro da programação da 80ª Expofeira, a Prefeitura Municipal em parceria com a Intendência de Rivera, EMATER, Centro Agronômico Regional de Rivera e a Comissão Jovem da Rural, promovem a I Charla Binacional de Pecuária em Campo Natural.

O evento acontece nos dias 16 e 17 de outubro, com o tema “Pensando, discutindo e planejando um futuro em conjunto” e com a participação de profissionais de instituições do Brasil e do Uruguai.

Fonte: Assessoria de Comunicação

Página 1 de 299
Topo