Badesul registra lucro de R$ 28,1 milhões em 2019, avanço de 41%

O lucro líquido do Badesul Desenvolvimento S.A. – Agência de Fomento registrou resultado de R$ 28,1 milhões em 2019 – valor 41% maior do que no ano anterior.

O resultado da instituição foi apresentado em primeira mão, na tarde desta quarta-feira (26/2), no Palácio Piratini, ao governador Eduardo Leite. O balanço será publicado nesta quinta-feira (27/2) no Diário Oficial do Estado e em jornais.

“É um excelente resultado e uma grande notícia para o nosso RS, já que o lucro do Badesul é reinvestido no desenvolvimento do Estado”, disse o governador, parabenizando a presidente Jeanette Lontra em nome de toda à equipe da agência de fomento pelo trabalho realizado.

“Sempre acreditei em instituições como o Badesul como um instrumento de estímulo à economia e, portanto, para ajudar o RS a retomar seu desenvolvimento”, acrescentou.

Jeanette, o vice-presidente José Claudio dos Santos e o diretor financeiro, Kalil Sehbe, ainda ressaltarem, dentro diversos números positivos do balanço, o crescimento do patrimônio líquido do Badesul, que alcançou R$ 737 milhões – ante a R$ 708,8 milhões em 2018, aumento de 4%.

Em 2019, destacou a presidente, o Badesul voltou a apresentar melhoria na atuação operacional precípua, que é a de promover crédito de longo prazo aos investimentos e aos investidores na economia gaúcha.

Foram desembolsados, ao longo do ano, R$ 332 milhões, valor destinado ao financiamento de projetos voltados ao desenvolvimento econômico e social do Rio Grande do Sul, o que representa um acréscimo de 54,4% em relação aos R$ 215 milhões liberados no período anterior. O saldo atual de operações ativas do Badesul é de R$ 2 bilhões.

“Temos muito orgulho do papel essencial desempenhado pelo Badesul no crédito ao desenvolvimento gaúcho, em especial ao agronegócio e aos investimentos públicos feitos pelas prefeituras, além do apoio à sustentação e à expansão da estrutura empresarial em geral”, destacou Jeanette.

Para estes setores, a agência de fomento aprovou R$ 148,6 milhões em operações de municípios, R$ 139,5 milhões a empresas e R$ 127,9 milhões ao agro.

Texto: Vanessa Kannenberg
Edição: Marcelo Flach/Secom

Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini

Rate this item
(0 votes)
Login to post comments
Topo