Soja reage com novas compras da China

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago (CBOT) registrou na quarta-feira (10.06) alta de 2,25 pontos no contrato de Julho/20, fechando em US$ 8,655 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT fecharam a sessão com valorizações entre 0,50 e 2,25 pontos.

“O mercado de soja conseguiu uma leve recuperação, com operadores mostrando otimismo sobre o ressurgimento renovado da China no mercado americano. Houve compras de pelo menos 120.000 toneladas para safra nova. Isso traz otimismo, em um contexto onde a nova safra está avançando com perspectivas muito boas. Lembramos que o plantio está em 86% (contra 79% de média histórica.) e as culturas apresentaram melhorias, com 72% em bom estado e excelente condição”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica. 

De acordo com a Consultoria ARC Mercosul há pouco entusiasmo diante das atualizações que o USDA publicará no novo relatório de Oferta e Demanda Mundial de hoje: “Nenhuma modificação expressiva vem sendo aguardada para os novos números, sendo que qualquer reação especulativa deverá ser breve após a publicação do relatório, com a atenção se voltando para o progresso e saúde das safras nos Estados Unidos e no Mar Negro”.  

“Além do mais, a produção diária de combustíveis norte-americanos vem se recuperando com a volta parcial de algumas plantas processadoras no subcontinente. O esmagamento diário de milho para etanol ainda é 24% inferior aos mesmos níveis de 2019. A ARC acredita que a variação mais expressiva para a atualização do USDA de amanhã será uma redução de 4-6% no consumo anual estadunidense de milho para etanol. Além do mais, são esperados cortes de produção para a soja e milho na Argentina, entre 1-2 MTs para ambas culturas”, concluem os analistas.

Por: AGROLINK -Leonardo Gottems

Fonte: https://www.agrolink.com.br/

Imagem: Nadia Borges

Rate this item
(0 votes)
Login to post comments
Topo