Gisnei

Gisnei

O Brasil registrou a criação de 644 mil vagas de emprego formal no ano passado, 21,63% a mais que o registrado em 2018. De acordo com o Ministério da Economia, é o maior saldo de emprego com carteira assinada em números absolutos desde 2013.

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados hoje (24), mostram que o estoque de empregos formais chegou a 39 milhões de vínculos. Em 2018, esse número tinha ficado em 38,4 milhões.

Todos os oitos setores da economia registraram saldo positivo no último ano. O destaque ficou com o setor de serviços, responsável pela geração de 382,5 mil postos. No comércio, foram 145,4 mil novas vagas e na construção civil, 71,1 mil. O menor desempenho foi o da administração pública, com 822 novas vagas.

No recorte geográfico, as cinco regiões fecharam o ano com saldo positivo. O melhor resultado absoluto foi o da Região Sudeste, com a criação de 318,2 mil vagas. Na Região Sul, houve abertura de 143,2 mil postos; no Nordeste, 76,5 mil; no Centro-Oeste, 73,4 mil; e no Norte, 32,5 mil. Considerando a variação relativa do estoque de empregos, as regiões com melhores desempenhos foram Centro-Oeste, que cresceu 2,30%; Sul (2,01%); Norte (1,82%); Sudeste (1,59%) e Nordeste (1,21%).

Em 2019, o saldo foi positivo para todas as unidades da federação, com destaque para São Paulo, com a geração de 184,1 mil novos postos, Minas Gerais, com 97,7 mil, e Santa Catarina, com 71,4 mil.

De acordo com o Caged, também houve aumento real nos salários. No ano, o salário médio de admissão foi de R$ 1.626,06 e o salário médio de desligamento, de R$ 1.791,97. Em termos reais (considerado o deflacionamento pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor, o INPC), registrou-se crescimento de 0,63% para o salário médio de admissão e de 0,7% para o salário de desligamento, na comparação com novembro do ano passado.

Novas regras

Segundo os dados divulgados hoje, em 2019 houve 220,5 mil desligamentos mediante acordo entre empregador e empregado. Os desligamentos ocorreram principalmente em serviços (108,8 mil), comércio (53,3 mil) e indústria de transformação (35 mil).

Na modalidade de trabalho intermitente, o saldo ficou positivo em 85,7 mil empregos. O melhor desempenho foi do setor de serviços, que fechou 2019 com 39,7 mil novas vagas. No comércio, o saldo ficou em 24,3 mil postos; na indústria da transformação, 10,4 mil; e na construção civil 10 mil. As principais ocupações nessa modalidade foram assistente de vendas, repositor de mercadorias e vigilante.

Já no regime de tempo parcial, o saldo de 2019 chegou a 20,3 mil empregos. Os setores que mais contrataram nessa modalidade foram serviços, 10,6 mil; comércio, 7,7 mil; e indústria de transformação, 1,2 mil. As principais ocupações foram repositor de mercadorias, operador de caixa e faxineiro.

Dados de dezembro

Já no mês de dezembro, o saldo de novos empregos foi negativo. Segundo o Ministério da Economia, o resultado ocorre todos os anos. “Trata-se de uma característica do mês, devido aos desligamentos dos trabalhadores temporários contratados durante o fim de ano, além da sazonalidade naturalmente observada nos setores de serviços, indústria e construção civil”, informou a pasta.

No último mês de 2019, o saldo ficou negativo em 307,3 mil vagas. Em 2018, o saldo de dezembro havia sido de 334,4 mil vagas fechadas. Os maiores desligamentos foram no setor de serviços, com menos 113,8 mil vagas, e na indústria de transformação, com redução de 104,6 mil postos de trabalho. O comércio foi o único a apresentar saldo positivo, com 19,1 mil vagas criadas.

Na modalidade de trabalho intermitente, o saldo também foi positivo: 8,8 mil novas vagas em dezembro. Comércio e serviços dominaram as contratações com saldos de 3,7 mil e 3,1 mil novos postos, respectivamente. Já o trabalho parcial teve déficit de 2,2 mil vagas no mês passado.

Edição: Maria Claudia
 
Por Agência Brasil 
 
 
Marcello Casal/Agência Brasil

Os aeroportos brasileiros começaram a divulgar a partir de hoje (24) um alerta da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre o coronavírus. No alerta, uma mensagem de áudio de aproximadamente 1 minuto, a Anvisa orienta os passageiros que chegaram da China e estão com sintomas como febre e tosse a procurar uma unidade de saúde. Também são dadas orientações para evitar a transmissão de doenças.

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) confirmou que todos os aeroportos administrados por ela veicularão a mensagem. Segundo a Anvisa, os aeroportos concedidos à iniciativa privada também receberam o alerta sonoro e devem veiculá-lo. A agência se reuniu especificamente com representantes do aeroporto de Guarulhos, por tratar-se de um local com fluxo intenso de voos internacionais.

Nessa reunião, a Anvisa informou profissionais de empresas aéreas e de outros setores do aeroporto sobre a atual situação do coronavírus e sobre a definição do governo brasileiro, alinhada às orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) do que pode ser considerado um caso suspeito. Além disso, a agência abordou a intensificação nos procedimentos de limpeza e desinfecção dos terminais.

O coronavírus matou 26 pessoas na China e a doença chegou a outros países, como Japão , Tailândia e Coreia do Sul. Não há registros de que a doença tenha chegado ao Brasil. A fonte do vírus ainda é desconhecida, sendo possivelmente de uma reserva animal, e a extensão da transmissão entre humanos ainda não é clara.

Leia o alerta da Anvisa, veiculado nos aeroportos a partir de hoje:

“A Anvisa informa: se você tiver febre, tosse ou dificuldade para respirar dentro de um período de 14 dias após a viagem para a China, você deve procurar uma unidade de saúde mais próxima e informar a respeito da viagem. Se você tiver febre, tosse ou dificuldade para respirar tome medidas simples, que podem evitar a transmissão de doenças: lave as mãos frequentemente com água e sabão. Se não tiver água e sabão, use álcool em gel. Cubra o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar. Descarte o lenço no lixo e lave as mãos. Evite aglomerações e ambientes fechados, procurando manter os ambientes ventilados. Não compartilhe objetos de uso pessoal como talheres, pratos, copos ou garrafas. Procure o serviço de saúde mais próximo”.

Edição: Fábio Massalli
 
Por Marcelo Brandão – Repórter da Agência Brasil 
 
 
Foto Wilson Dias/Agência Brasil

A seleção brasileira de judô estreia na madrugada desta quinta-feira (23) no Grand Prix de Tel Aviv, em Israel, a primeira competição do calendário oficial da Federação Internacional de Judô- IJF é a sigla em inglês – que reúne mais de 500 atletas de 21 países. A competição assegura 700 pontos aos vencedores, nada mal para quem busca melhorar seu posicionamento no ranking classificatório para Tóquio 2020. As lutas serão transmitidas ao vivo no site da IJF.

A delegação brasileira está em Israel conta com 22 atletas,  sendo que nove deles já fazem duelos preliminares a partir das 4h30 (horário de Brasília) desta quinta-feira (23). A competição termina no sábado (25).

Confira abaixo os horários dos confrontos dos judocas brasileiros:

Quinta-feira (23) 

Lutas preliminares  às 4h30 e finais às 12h 

Gabriela Chibana (48kg) x Francesca Milani (ITA)

Nathalia Brigida (48kg) x Daria Pichkaleva (RUS)

Sarah Menezes (52kg) x Erza Muminoviq (KOS)

Eleudis Valentim (52kg) x Anastasia Polikarpova (RUS)

Ketelyn Nascimento (57kg) x Pauline Starke (GER)

Felipe Kitadai (60kg) x Matan Shani (ISR) ou Kemran Nurillaev (UZB)

Eric Takabatake (60kg) x Yanislav Gerchev (BUL)

Willian Lima (66kg) x Bogdan Iadov (UKR)

Daniel Cargnin (66kg) x Jacob Valois (CAN) ou Tal Almog (ARG)

Sexta-feira (24)

Lutas preliminares  às 4h30 e finais às 12h

Ketleyn Quadros (63kg) x Maria Centracchio (ITA) ou Agata Ozdoba-Blach (POL)

Alexia Castilhos (63kg) x Sandrine Billiet (CPV)

Maria Portela (70kg) x Alina Lengweiler (SUI)

Ellen Santana (70kg) x Hilde Jager (NED) ou Elvismar Rodriguez (VEN)

David Lima (73kg) x Artem Khomula (UKR)

Eduardo Katsuhiro Barsosa (73kg) x Anthony Zingg (GER)

Eduardo Yudy Santos (81kg) x Aristos Michael (CYP)

João Macedo (81kg) x Kalonji Mbuyi (COD)

Sábado (25) 

Lutas preliminares  às 5h e finais às 12h

Samanta Soares (78kg) x Aleksandra Babintseva (RUS)

Rafael Macedo (90kg) x Francisco Balanta (COL) ou Theodoros Tselidis (GRE)

Giovani Ferreira (90kg) x Matteo Marconcini (ITA) ou Itay Golan (ISR)

Leonardo Gonçalves (100kg) x Lewis Medina (DOM) ou Saidzhalol Saidov (TJK)

Rafael Buzacarini (100kg) x Jevgenijs Borodavko (LAT)

Edição: Guilherme Neto
 
Por Claudia Soares Rodrigues - Jornalista da TV Brasil 

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou hoje (22) a realização de oferta pública global de ações da Petrobras que pertencem à instituição. A oferta tem valor de até US$ 5,6 bilhões - equivalentes a R$ 23,5 bilhões - e envolverá a alienação de até 9,86% das ações ordinárias da Petrobras, entre oferta base e “hot issue” (o lote adicional pelo qual a companhia pode elevar o volume de venda em até 20%, dependendo da demanda pelos papéis), informou o banco por meio de nota. As ações preferenciais de propriedade do BNDES não serão alienadas.

A oferta será feita no Brasil e no exterior. Por isso, a operação foi registrada no órgão regulador brasileiro, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), autarquia vinculada ao Ministério da Economia. O órgão equivalente nos Estados Unidos, a ‘Securities and Exchange Commission’ (SEC), também foi notificado.

De acordo com o BNDES, a operação é resultado do programa de desinvestimento de participações acionárias em empresas listadas na bolsa de valores. O objetivo do programa, iniciado em 2019, é reduzir o risco de mercado do banco, permitindo o redirecionamento dos recursos para investimentos em áreas de maior impacto para a sociedade, como saneamento, mobilidade urbana, educação e segurança.

Esse processo de desinvestimento já incluiu, nos últimos meses, a venda total de participações acionárias do BNDES na Marfrig Global Food S.A. e na Light S.A.. O BNDES tem em curso, ainda, potencial oferta pública de ações ordinárias da JBS.

Ações ordinárias

De acordo com decisão acionária encaminhada pela Petrobras à CVM, a oferta pública secundária protocolada pelo BNDES envolve a venda de até 734.202.699 ações ordinárias de emissão da Petrobras e pertencentes ao banco.

O período de reserva das ações da oferta brasileira se estenderá de 29 deste mês até 4 de fevereiro. A fixação do preço por ação acontecerá no dia seguinte (5).

O início das negociações das ações na bolsa de valores deve ocorrer em 7 de fevereiro de 2020, em conformidade com o previsto em regulamento. A data máxima da negociação vai até 6 de agosto. Não houve ainda informação sobre a data da oferta no exterior.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira
 
Por Alana Gandra
 
 
Marcello Casal jr/Agência Brasil

A prefeita Mari Machado apresentou no início da manhã desta quarta-feira (22), a nova secretária de Educação: professora Gislaine Gisler Grecelle.

Junto aos servidores da Pasta e com a presença do presidente do Legislativo, Romário Paz, Mari destacou a expectativa e os desafios da gestão de 90 dias. "Temos um planejamento e objetivos definidos para a pasta da educação que passam qualidade de ensino e valorização dos servidores”

Dando as boas vindas à nova Secretária, a Prefeita falou sobre a trajetória da Professora aposentada, que é graduada e pós graduada em Pedagogia, com trabalhos e estudos voltados a Supervisão Escolar e Classe Especial. Grecelle atuou ainda como Coordenadora da 19 Coordenadoria Regional de Educação (CRE) do Estado do Rio Grande do Sul, além de ter ocupado outras funções na CRE.

A Prefeita reconheceu o trabalho desenvolvido pela ex-secretária Rosemery Silva, e destacou a importância de dar continuidade aos projetos desenvolvidos. Além disso, Mari ressaltou a qualidade da educação municipal, afirmando que enquanto Prefeita e Professora conhece os problemas da Pasta e as demandas dos servidores, e que tem o desafio de solucionar problemas históricos da área.

Ao apresentar-se para os servidores, a Secretária de Educação solicitou o apoio de todos, destacando: "A confiança será a diretriz que iremos seguir daqui em diante".

FOTOS: Assessoria de Comunicação

Assessoria de Comunicação Social - ASCOM
Prefeitura Municipal Sant'Ana Do Livramento

A partir do incremento obtido por cada município com o uso das soluções financeiras no decorrer de 2019, a Sicredi Pampa Gaúcho, que atua em 10 municípios, sendo eles: Manoel Viana, Cacequi, Quaraí, Alegrete, Rosário do Sul, Santana do Livramento, São Gabriel, Maçambará, Uruguaiana e Itaqui, está disponibilizando mais de meio milhão para ser destinado aos projetos inscritos no Valor “S”.

O Valor “S” é uma iniciativa que apoia a execução de projetos de: educação, cultura, empreendedorismo, segurança e saúde que tenham como principal objetivo desenvolver a região. Este incremento só realizável, por mérito dos nossos associados, que compreenderam a importância de contribuir com o crescimento econômico e social da nossa região, direcionando seus recursos para o Sicredi.

As inscrições de projetos ficam abertas até o dia 31 de janeiro de 2020 e podem ser realizadas somente através do site www.sicredipampagaucho.com.br. Vamos, juntos, transformar a realidade do Pampa Gaúcho.

Émilly Pons

Analista de Comunicação e Marketing

Em jogo realizado na madrugada desta segunda (20) no estádio Centenário de Armênia (Colômbia) o Brasil derrotou o Peru por 1 a 0 pela primeira rodada do grupo B do Torneio Pré-Olímpico de futebol masculino.

Desde o início o Brasil não encontrou jogo fácil diante da equipe peruana, que se fechava na defesa, aguardando chances de sair no contra-ataque em velocidade.

Mas o Brasil tanto insistiu que conseguiu abrir o placar no final do primeiro tempo. Aos 42 minutos o volante Bruno Guimarães lançou Paulinho em profundidade, e o atacante do Bayer Leverkusen apenas desviou para vencer o goleiro Solís.

 Seleção Olímpica, futebol, CBF
Bruno Guimarães foi um dos destaques do Brasil, dando passe para o gol - Lucas Figueiredo/CBF

Na etapa final, a desvantagem no placar fez a seleção peruana passar a atacar mais. Porém, o Brasil conseguiu se segurar na defesa até o fim e somar três importantes pontos.

Próximo jogo

O Brasil volta a entrar em campo pelo Torneio Pré-Olímpico na próxima quarta, quando enfrenta o Uruguai a partir das 22h30 (horário de Brasília).

Edição: Fábio Lisboa
 
Por Agência Brasil 
 
 
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Após sucessivos adiamentos, começa a valer a partir do dia 31 de janeiro a obrigatoriedade de uso da placa do Mercosul em todos os estados do país. O prazo atende ao estipulado na Resolução nº 780/2019 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), de julho do ano passado, que determina que as unidades federativas do país devem utilizar o novo padrão de placas de Identificação Veicular (PIV).

Desde a decisão pela adoção da placa do Mercosul, a implantação do registro foi adiada seis vezes. A adoção do sistema de placas do Mercosul foi anunciada em 2014 e, inicialmente, deveria ter entrado em vigor em janeiro de 2016. Em razão de disputas judiciais a implantação ficou para 2017 e depois, adiada mais uma vez para que os órgãos estaduais de trânsito pudessem se adaptar ao novo modelo e credenciar as fabricantes das placas.

As novas placas já são utilizadas na Argentina e no Uruguai. A previsão é que em breve comecem a valer também no Paraguai e na Venezuela.

Dos 26 estados brasileiros, já aderiram à nova PIV Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Paraíba, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Rondônia.

Nova placa

A nova placa será obrigatória apenas nos casos de primeiro emplacamento e, para quem tiver a placa antiga, no caso de mudança de município ou unidade federativa; roubo, furto, dano ou extravio da placa, e nos casos em que haja necessidade de instalação da segunda placa traseira.

A nova placa apresenta o padrão com quatro letras e três números, o inverso do modelo atualmente adotado no país com três letras e quatro números. Também muda a cor de fundo, que passará a ser totalmente branca. A mudança também vai ocorrer na cor da fonte para diferenciar o tipo de veículo: preta para veículos de passeio, vermelha para veículos comerciais, azul para carros oficiais, verde para veículos em teste, dourado para os automóveis diplomáticos e prateado para os veículos de colecionadores.

Nova placa de veículos
Placa do Mercosul - Divulgação/Ministério das Cidades

Todas as placas deverão ter ainda um código de barras dinâmico do tipo Quick Response Code (QR Code) contendo números de série e acesso às informações do banco de dados do fabricante e estampador da placa. O objetivo é controlar a produção, logística, estampagem e instalação das placas nos respectivos veículos, além da verificação de autenticidade.


 

Edição: Aline Leal
 
Por Luciano Nascimento - Repórter da Agência Brasil
 
 
Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil

O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) da Brigada Militar encerrou o ano de 2019 com mais de 70 mil crianças formadas no Rio Grande do Sul. A iniciativa foi desenvolvida em escolas públicas e privadas em cerca de 60% dos municípios gaúchos.

O Proerd é inspirado no programa americano Dare (Drug Abuse Resistance Education), criado em 1983, em Los Angeles, inserindo a polícia nas escolas para prevenir o uso de drogas por crianças e adolescentes. Atualmente o Dare está presente em 50 estados americanos e 58 países.

Os dados da coordenação estadual do programa mostram que, ao longo do ano, a iniciativa abrangeu 295 municípios e 2.205 escolas gaúchas. Além disso, ocorreram diversas capacitações de policiais militares que lidam com esse público específico, tendo se destacado o seminário que abordou questões de inclusão a portadores de necessidades educacionais especiais auditivas, visuais, físicas, cognitivas e Transtornos do Espectro Autista (TEA).

Durante um dos cursos que formou novos instrutores, a Brigada Militar recebeu integrantes do Dare, responsáveis pela revalidação da instituição como ente habilitado a seguir com as atividades do Proerd no Estado, sendo positiva a certificação da corporação.

Além do Proerd, outra importante ferramenta da Brigada Militar presente na rede de ensino são as Patrulhas Escolares, que têm o objetivo de reduzir a violência no ambiente escolar, bem como trabalhar preventivamente aspectos como bullying, mediação de conflitos e presença de armas e drogas na escola, entre outros temas.

Dados do Proerd em 2019:

• 7.377 visitas a escolas particulares;
• 61.161 visitas a escolas públicas;
• 1.017 palestras;
• 820 reuniões em ambientes escolares.

Texto: Sabrina Ribas/Ascom BM
Edição: Secom

Um Grande Remate foi realizado no sábado (18), durante a 42ª edição da Exposição-feira de Ovinos de Verão no Parque da Rural. Foram ofertados 500 ventres e carneiros de todas as raças, incluindo a liquidação de plantel do tradicional e pioneiro criatório Texel no Brasil, foi realizado para convidados e público em geral.
Por volta das 20h ocorreu a cerimônia de entrega de prêmios das raças Ideal , Corriedale e Texel, onde o secretaria Municipal de Agricultura, Pedro Nunes foi uma das autoridades convidadas para realizar a entrega da premiação para a Cabanha Serra Nova, premiada em várias categorias – na raças Corriedale e Ideal.
Também estavam presentes ao evento, o secretário Municipal de Desenvolvimento Urbano, Jair Pires da Silva e o procurador do Município, Ari Martins.

Foto: Assessoria de Comunicação Social || Fonte: Assessoria de Comunicação Social
 

 

Página 7 de 402
Topo