Gisnei

Gisnei

Aos 27 anos, sendo um dos maiores zagueiros da América no ano passado, Walter Kannemann foi convocado para defender a Seleção Argentina para os amistosos contra Guatemala e Colômbia, respectivamente, nos dias 7 e 11 de setembro. O anúncio foi realizado na manhã desta sexta-feira, por Lionel Scaloni, técnico da seleção Sub-20 e interino na seleção principal.

Esta é a primeira vez que Kannemann é chamado para defender as cores do seu país. Sua presença faz parte de uma renovação que deve ser realizada após o término do Mundial da Rússia. Para o jogador, a convocação é a realização de um sonho.

Kannemann surgiu para o futebol no San Lorenzo, da Argentina, onde chegou com apenas 8 anos de idade. Pelo clube, conquistou a Copa Libertadores e o Campeonato Argentino de 2014. Após a disputa do Mundial de Clubes, foi contratado pelo Atlas, do México, onde permaneceu por duas temporadas. Chegou ao Grêmio em julho de 2016, fazendo sua estreia contra o Atlético Paranaense. No Tricolor, conquistou a Copa do Brasil de 2016, a Libertadores de 2017, e Recopa Sul-Americana e o Gauchão de 2018.

Parabéns, gringo!

Fonte: https://gremio.net

O predomínio de frio, baixa umidade e boa insolação foram favoráveis à cultura do trigo, que tem mantido um desenvolvimento vigoroso, além de retomar um perfilhamento mais intenso, o que poderá proporcionar boa produtividade final. De acordo com o Informativo Conjuntural, divulgado pela Emater/RS-Ascar nessa quinta-feira (16), as lavouras se distribuem em distintas fases, estando 92% em desenvolvimento vegetativo e 8% em floração. As produtividades esperadas giram em torno dos três mil quilos de trigo por hectare.

Assim como o trigo, as demais culturas de inverno também foram beneficiadas com as condições meteorológicas na última semana. A maioria apresenta bom desenvolvimento e aspecto saudável, livres de maiores impactos quanto às pragas e moléstias, mantendo até o momento bom potencial produtivo.

A aveia branca para produção de grãos encontra-se com 54% das lavouras em fase de desenvolvimento vegetativo, 28% em floração e 18% em enchimento de grão. O potencial produtivo expressado até o momento é de dois mil quilos por hectare. Na canola, os percentuais se dividem entre 11% em desenvolvimento vegetativo, 60% em floração e 29% em enchimento de grão, com potencial de 1,5 mil quilos por hectare. A cevada atinge 92% em desenvolvimento vegetativo, 5% em floração e apenas 1% em enchimento de grão. A produtividade esperada no momento é de três mil quilos por hectare.

FRUTICULTURA

As condições climáticas têm sido propícias para as espécies de inverno cultivadas na região serrana. As variedades superprecoces de pessegueiros implantadas nas áreas de mesoclimas mais quentes já se encontram no início de frutificação, com enfoliamento bem avançado. Essas áreas já foram alvo de alguns tratamentos fitossanitários, como para a prevenção da principal fitopatia da persicultura, a podridão parda.

Nos locais mais elevados e de tradicional cultivo, as mais precoces já estão em pleno florescimento, evidenciando uma florada abundante e vigorosa, podendo resultar em uma possível boa produção. Todavia, nesses casos, sempre fica um pouco de apreensão por parte do produtor pela possibilidade de geadas tardias, em setembro, de forte intensidade, podendo trazer danos.

CRIAÇÕES

Bovinocultura de corte - Na região de pecuária de corte, as pastagens de inverno estão com o solo encharcado, faltando luminosidade e temperatura favoráveis para o desenvolvimento destas forrageiras. Ocorrem também danos pelo pisoteio dos bovinos, diminuindo a disponibilidade de forragem para o consumo.

Quanto ao campo nativo do Bioma Pampa, nas áreas de boa fertilidade observa-se que as geadas não afetaram de forma significativa as gramíneas de estação quente. Assim, em breve estas plantas deverão iniciar a rebrota, já que as pastagens paralisaram seu crescimento devido à pouca luminosidade dos últimos dias. No geral, o gado permanece com boas condições nutricionais e bom estado corporal. Alguns pecuaristas manifestam o interesse de financiar pastagens de verão, pois a retirada do gado gordo das pastagens de inverno ainda não está ocorrendo.

Ovinocultura - O rebanho apresenta condição corporal razoável, apesar do clima excessivamente chuvoso, fazendo com que mantenha a lã molhada durante longos períodos, o que dificulta o ganho de peso dos animais. Além desse cenário climático desfavorável, a fase é de nascimento dos cordeiros, durante a qual as matrizes devem ingerir os alimentos necessários à mantença corporal e à produção de leite para os cordeiros em amamentação. A recomendação é reservar os melhores potreiros para alocação das matrizes em gestação, com boas pastagens, próximos da sede das propriedades, para permitir vistorias três vezes ao dia, com solos secos, boa drenagem e bons abrigos. Alguns rebanhos estão parindo em pastagens de aveia e azevém, ou nas áreas das pastagens através da integração lavoura-pecuária.

Do ponto de vista sanitário, as verminoses atacam o rebanho ovino em épocas chuvosas e solos encharcados. Assim, devido à umidade excessiva dos campos, já se observa a presença de manqueira em alguns animais. Continuam os trabalhos de manejo pré-parto e a retirada do excesso de lã na região do úbere, para facilitar a futura amamentação dos cordeiros. Nos cordeiros nascidos no cedo já se realizam trabalhos de descola, castração e assinalação.

Pesca artesanal - Na região da Colônia Z3 e Z1, na Lagoa dos Patos, continua proibida a pesca, pois é período de defeso, durante o qual os pescadores recebem o seguro-defeso, que é de um salário mínimo mensal por quatro meses e se estenderá até 30 de setembro.

Nesta região, permanece a comercialização do pescado estocado em feiras do pescador. Os técnicos da Emater/RS-Ascar seguem fazendo visitas aos pescadores artesanais, para acompanhamento e preenchimento das planilhas do Programa Gestão. Na Lagoa Mirim, devido ao frio, as águas apresentam temperaturas muito baixas, ocasionando escassez de peixes. Em Jaguarão, os pescadores estão preocupados com o baixo volume de peixe capturado.

Texto: Adriane Bertoglio Rodrigues/Emater/RS-Ascar
Edição: André Malinoski/Secom

Nesta sexta-feira (17) e no sábado (18), a presença do ar seco manterá o predomínio do sol, com nevoeiros no amanhecer e grande amplitude térmica, com frio no período noturno e valores acima de 25°C durante o dia.

Entre o domingo (19) e a segunda-feira (20), a propagação de uma nova frente fria provocará chuva em todo estado, com risco de temporais e queda de granizo em áreas isoladas.

Na segunda (20), o ingresso de ar frio provocará o declínio das temperaturas em todas as regiões.

chuva 17 a 23 agosto
Nesta sexta-feira (17) e no sábado (18), a presença do ar seco manterá o predomínio do sol - Foto: Divulgação


Tendência de 21 a 23 de agosto

A partir da terça-feira (21), o ingresso de uma nova massa de ar seco afastará a nebulosidade da maioria das regiões, mas ainda ocorrerão chuvas fracas e isoladas na Metade Leste. Somente na quinta (23), o tempo firme, com sol e temperaturas amenas predominará em todas as regiões.

Os volumes esperados deverão ser inferiores a 20 mm na Zona Sul e na maior parte do Litoral. No restante do estado, os totais oscilarão entre 25 e 40 mm, podendo superar os 60 mm nos Campos de Cima da Serra.

Texto: Ascom Seapi
Edição: André Malinoski/Secom

Durante a 20ª Feira da Agricultura Familiar da Expointer, um concurso promovido pela Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR) elegerá os melhores produtos das agroindústrias familiares. Em sua 7ª edição, o concurso avaliará os melhores itens nas categorias: suco de uva integral, vinho tinto de mesa seco, vinho tinto fino seco, salame, queijo colonial, cachaça prata, cachaça envelhecida (classificação premium e extra premium) e mel. 

“Esta iniciativa foi pensada para valorizar a produção de pequenos produtores, além de incentivá-los a continuar qualificando seus processos, tornando os produtos cada vez mais competitivos, com o apoio do Estado”, explicou o secretário da SDR, Tarcisio Minetto.

As agroindústrias que desejarem concorrer deverão inscrever-se durante a feira, preenchendo alguns pré-requisitos. Todos os empreendimentos familiares participantes da Expointer estão inclusos no Programa Estadual de Agroindústria Familiar (Peaf) e têm produtos registrados no órgão sanitário competente, embalados, rotulados e dentro do prazo de validade.

As avaliações, que ocorrerão às cegas, deverão analisar os produtos de acordo com os parâmetros e normas técnicas pré-definidas pela comissão técnica do concurso. A comissão julgadora será formada por uma dezena de jurados, entre professores, pesquisadores, chefes de cozinha, estudiosos e jornalistas. Em cada segmento, os produtos que receberem melhor pontuação serão classificados como 1º , 2º e 3º lugares.

O concurso é promovido pela SDR, com apoio da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Emater/RS, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Associação dos Produtores de Cana-de-Açúcar e Seus Derivados no Estado do Rio Grande do Sul (Aprodecana) e Embrapa Uva e Vinho.

As categorias

Suco de Uva Integral (engarrafado)
Vinho Tinto de Mesa Seco
Vinho Tinto Fino Seco
Salame
Queijo Colonial
Cachaça Prata
Cachaça Envelhecida: classificação Premium
Cachaça Envelhecida: classificação Extra-Premium
Mel

Programação

O evento será realizado nas dependências do Pavilhão da Agricultura Familiar:

Segunda-feira (27), 9h

Vinho Tinto de Mesa Seco
Vinho Tinto Fino Seco
Suco de Uva Integral 

Segunda-feira (27), 14h

Salame

Terça-feira (28), 9h

Cachaça Prata
Cachaça Envelhecida (Premium e Extra Premium)

Terça-feira (28), 14h

Mel

Terça-feira (28), 16h

Queijo Colonial.

Texto: Nathalie Sulzbach/Ascom SDR/RS
Edição: André Malinoski/Secom

Falta pouco para a etapa de Santana do Livramento do Circuito Sesc de Corridas 2018. A prova, que é a 12ª do circuito neste ano, acontece neste domingo (19/08), a partir das 9h, na Praça General Osório (Rua Rivadávia Correa, s/n). A disputa será dividida nas categorias Infantil, com distâncias de 1km e 2km; e Adulto (a partir dos 16 anos), sendo as distâncias de 3km, 5km e 10km. A retirada dos kits ocorre a partir das 7h até às 8h45, no local da prova. O evento é uma realização do Sistema Fecomércio-RS/Sesc, com patrocínio da Caixa Econômica Federal e apoio da Hortênsias Água Mineral Natural. Para esta etapa, as inscrições encerraram nesta quinta-feira (16/08). Confira mais informações em www.sesc-rs.com.br/circuitodecorridas.

Circuito Sesc de Corridas - A iniciativa do “Esporte Sesc – Praticar faz Bem” tem a finalidade de possibilitar o acúmulo de pontos ao longo da competição para que, no final, sejam conhecidos o campeão e vice-campeão estadual, nas categorias Livre Masculino e Feminino. Já o ranking por equipe, que é feito com base na posição obtida por seus atletas na classificação geral das etapas, nas categorias livre e Comércio e Serviços, nos naipes masculino e feminino, serve para identificar a associação ou equipe de corredores que será a campeã estadual.

Na categoria Comércio e Serviços, o campeão do Circuito será quem vencer a última etapa do ano, que acontecerá em Porto Alegre. Comerciários de todo o Estado têm a chance de conquistar o título, já que os vencedores das provas anteriores classificam-se para a etapa Porto Alegre e têm os custos de transporte, hospedagem e alimentação para a capital subsidiados pelo Sesc/RS. Os vencedores estaduais (nas categorias Livre e Comércio e Serviços) serão premiados com estadias em um dos hotéis do Sesc/RS. Mais informações e o regulamento da prova podem ser acessados no site www.sesc-rs.com.br/circuitodecorridas.

Circuito Sesc de Corridas – Santana do Livramento

Data: 19 de agosto (Domingo)
Horário: 9h
Local: Praça General Osório (Rua Rivadávia Correa, s/n)

* As inscrições estão encerradas para esta etapa.

Ele chegou! Paolo Guerrero desembarcou em Porto Alegre nesta quarta-feira (15/08) e foi apresentado oficialmente como novo reforço para o elenco colorado. Entre uma recepção calorosa da torcida no aeroporto e no estádio Beira-Rio, o novo centroavante do Inter concedeu a sua primeira entrevista coletiva no Centro de Imprensa Mário Sergio. Além de receber das mãos do vice-presidente de futebol, Roberto Melo, a camisa vermelha de número 79, em alusão ao título invicto conquistado pelo Colorado, o goleador também levou para casa a carteirinha de sócio, entregue pelo presidente Marcelo Medeiros.

"Temos o prazer de apresentar um sonho antigo da direção e da torcida. Um atleta acostumado a vestir as cores vermelha e branca, e que mostra que o Inter volta a pensar de uma maneira de acordo com a sua grandeza. Tenho certeza que ele será protagonista neste momento em que disputamos a ponta de cima da tabela do Brasileiro", afirmou o presidente na abertura da apresentação, que ainda contou com a presença do diretor executivo de futebol, Rodrigo Caetano.

Com um sorriso estampado no rosto, o centroavante fez questão de comentar que nunca teve uma recepção assim. Mesmo durante a coletiva, podia se escutar o barulho da massa vermelha de mais de cinco mil pessoas que o acompanhou desde o aeorporto, e o jogador não escondeu a sua satisfação. "Estou muito feliz, a recepção foi incrível. Não tenho nem palavras para definir o que estou sentindo agora", comentou. "Quero retribuir todo esse carinho dentro do campo e dar alegrias para a torcida do Inter".

Além da apaixonada torcida colorada, o jogador também se unirá a um time que vive grande fase (no momento, é o terceiro colocado na tabela do Campeonato Brasileiro). "É um privilégio vestir a camisa do Inter. Um grande clube, com muita história, campeão do mundo. Isso satisfaz qualquer atleta. Tenho novos desafios e quero me encaixar rapidamente no time, que faz uma grande campanha. Tenho seguido o Inter nos últimos jogos e meus companheiros têm jogado muito bem".

Paolo Guerrero também revelou que o número de sua camisa, o 79, foi uma escolha do próprio jogador, em uma homenagem ao histórico título conquitado em 1979. "O Rodrigo (Caetano) me mandou uma série de números para escolher. Eu quis esse porque é um número histórico do Clube. Foi o último título do Brasileirão, e foi invicto. É fascinante, sou muito privilegiado e orgulhoso de carregar essa camisa com esse número que representa muito para o Inter".

 

Atualmente muito tem se falado sobre o consumo do vinagre de maçã, principalmente em jejum, como coadjuvante na perda de peso e até mesmo para melhora da saúde por seu efeito antimicrobiano. Porém, tais achados são controversos e em nome dos possíveis benefícios algumas pessoas estão exagerando no consumo. Sendo assim é importante pontuar alguns riscos associados a este excesso:
1. Corrosão do esmalte dos dentes
O vinagre da maçã, quando ingerido sem ser diluído e de maneira constante, pode danificar o esmalte dos dentes. Isso porque a acidez do vinagre leva a uma perda de minerais que podem acabar gerando a erosão do esmalte.

2. Desconforto gastrointestinal

O pH do vinagre fica em torno 3 a 3,5, ou seja, é ácido, o que de encontro ao estômago vazio gera uma perda progressiva da proteção natural, podendo danificar a parede do sistema gastrointestinal, causando sintomas desagradáveis como queimação e até mesmo erosão esofágica. Além disso, pode agravar uma possível gastrite não diagnosticada e outras condições inflamatórias.

Saiba mais: Vinagre de maçã emagrece, trata o cabelo e a pele: como usar
3. Perda da densidade óssea e muscular
Geralmente o consumo do vinagre de maçã com finalidade de emagrecimento é acompanhado por dietas muito restritivas, o que pode gerar diminuição na velocidade de funcionamento do metabolismo, causando o chamado "efeito sanfona". Momentaneamente ocorre um emagrecimento, porém não é sustentável, pois não envolve reeducação alimentar e, assim que o indivíduo volta ao padrão alimentar anterior, o peso perdido é recuperado. Além disso, dietas restritivas podem gerar compulsão alimentar e aumentar o apetite de forma descontrolada.


5. Cuidado para pessoas com diabetes
O vinagre de maçã é rico em um mineral chamado Cromo, necessário em pequenas quantidades para regular a insulina e o metabolismo de açúcar no sangue, mas o excesso de Cromo pode gerar hipoglicemia. Portanto devemos ter cuidado com pacientes que fazem uso de medicamentos para o controle do diabetes. Por isso, fica a dica, antes de fazer qualquer mudança alimentar para emagrecimento ou saúde, consulte um nutricionista. Ele pode orientar como fazer a coisa certa!

Por:Thiago Salla/Nutrição - CRN 28936/SP

Fonte: https://www.minhavida.com.br

O Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS), em parceria com a Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental, Seção Rio Grande do Sul (ABES/RS), promoveram, nesta quarta-feira (15), a segunda edição do Seminário Estadual Água e Saúde. Foram debatidos os avanços e desafios que a sociedade obteve ou enfrenta no tocante à água que consome. 

A chefe da divisão de Vigilância Ambiental em Saúde, Lúcia Mardini, falou durante o evento do histórico da relação entre saneamento e saúde, além de apresentar o trabalho que o CEVS faz com a Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (Vigiagua). 

O programa desenvolve ações para assegurar a qualidade dos sistemas e soluções alternativas de abastecimento de água, identificando e intervindo em situações de risco à saúde dos consumidores. Seu campo de atuação inclui todas e quaisquer formas de abastecimento de água para consumo humano, coletivas ou individuais, na área urbana ou rural, de gestão pública ou privada, incluindo as instalações domiciliares.
 
Também participou do seminário como palestrante a bióloga do Laboratório Central do Estado (Lacen), Simone Hass, que falou sobre as ações de controle e procedimentos em casos de identificação de cianobactérias em área de captação de água para consumo. Esse tipo de organismo pode causar infecções intestinais por vezes graves se não houver tratamento correto prévio para atender padrões de portabilidade mínimos.

Texto: Rovani Moreira de Freitas
Edição: Léa Aragón/ Secom

Um relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) informou que Ministério da Agricultura, Florestas e Pescas (MAFF) do Japão notificou à Organização Mundial do Comércio (OMC) que revisará o sistema de recadastramento de pesticidas para promover uma reavaliação. Segundo o Departamento, as respostas para essas notificações são esperadas até o dia 30 de dezembro deste ano, só então o Japão poderá revisar os pesticidas.
“De acordo com o sistema atual, estabelecido em 1948, o MAFF exige que os registrantes renovem o registro de seus pesticidas a cada três anos. No entanto, esse processo não incluiu uma revisão científica de novas descobertas relacionadas a esse produto”, diz o relatório.

O USDA informou que o MAFF pretende substituir o sistema atual por um sistema de reavaliação, no qual cada pesticida registrado passará por uma avaliação de risco a cada 15 anos, que avalia novos dados desde o seu último registro. A expectativa é de que o ministério consiga implementar o novo sistema no ano fiscal do Japão (1 de abril a 31 de março) em 2021. Com uma meta de reavaliar 40 pesticidas a cada ano.

“O MAFF exigirá que os registrantes enviem um relatório anual que descreva novas informações relacionadas ao pesticida, tais como alterações em seu registro em outros países, documentos científicos relacionados ao uso seguro do pesticida ou informações sobre incidentes ou acidentes. O novo sistema também simplificará ou agilizará o processo de aplicação de substâncias genéricas”, salienta o USDA.

Além disso, irão ocorrer notificações adicionais para entrada em vigor em 2020, incluindo a avaliação do risco para aqueles que manuseiam pesticidas.
Por: AGROLINK -Leonardo Gottems

Nesta semana, o Sistema de Previdência Municipal (SISPREM) divulgou o edital de licitação da reforma e ampliação do seu prédio. Localizado na Rua Duque de Caxias, 1644, o antigo prédio do SISPREM fica ao lado da atual sede onde funciona a Autarquia, na Galeria Itaiúbá. O projeto da obra prevê a ampliação e a modernização do prédio, com melhorias voltadas a acessibilidade e ao aproveitamento do espaço.

Para a Diretora Geral do SISPREM, Carla Saraiva, a obra representa um avanço para a Autarquia, pois um espaço novo irá inferir na qualidade de trabalho. “Será um ambiente salubre, agradável e acolhedor para os servidores e segurados que chegam Autarquia”, explica.

Orçada em quase R$ 500 mil, a obra também representará uma importante economia ao Governo Municipal, já que a sede atual da Autarquia funciona em um prédio locado desde 2015, gerando um gasto de R$ 64 mil por ano. “Esperamos que o processo licitatório tramite com celeridade e que boas empresas se habilitem. Aproveito para parabenizar a equipe de servidores que trabalharam desde o momento inicial de desenho da planta até a publicação do Edital”, ressalta a Diretora.

O edital para a contratação da empresa que irá realizar a obra está disponível no Diário Oficial dos Municípios da FAMURS, na edição da última segunda-feira (13) e também no site da Autarquia: http://www.sisprem.santanadolivramento.rs.gov.br/


Na foto, o Diretor Financeiro da Autarquia, Pedro Artech; a Diretora Carla Saraiva e o Chefe da Procuradoria, Marcirio Silva em frente ao prédio que passará por reforma.

FOTO: ÁGUIDO RICARDO/ASCOM

Página 1 de 285
Topo