Municípios da Sicredi Pampa Gaúcho são destaque nacional em liberações de Crédito Rural

O setor agropecuário é o segmento que mais contribui positivamente para o PIB brasileiro. Nesse contexto, o Sicredi busca contribuir com seus associados, disponibilizando o máximo de recursos para o atendimento de suas demandas para produzir e cumprir o seu propósito, que é alimentar as pessoas. 

No Rio Grande do Sul, o Sicredi vem se consolidando como um importante apoiador do setor produtivo do Estado. A instituição cooperativa financeira aparece em primeiro lugar no número de operações de crédito rural no Plano Safra 2018/2019. Em volume concedido, no último ciclo, a Cooperativa ocupa o segundo lugar no Estado. 

No contexto nacional, a Sicredi Pampa Gaúcho teve destaque, quando colocou três de seus 11 municípios entre os de maior volume em concessão de crédito rural. Entre as cinco cidades que concentraram maior quantidade de operações no custeio pecuário liberados no Brasil, estão Rosário do Sul, com 410 operações e Alegrete, com 341 contratos efetivados. Entre as que mais liberaram recursos para comercialização em termos de volume na safra 2018/2019 estão Uruguaiana e Alegrete, com um montante de 152 operações. 

Somente na região da Sicredi Pampa Gaúcho, foram liberados recursos para os 12 municípios da área de atuação, totalizando R$ 492 mil em crédito rural, envolvendo contratos de investimento, custeio e comercialização. 

Na safra 2018/2019, o Sicredi teve um crescimento de 26% no volume de crédito rural em relação à safra anterior. Foram R$ 18 bilhões liberados, em 183 mil operações de Crédito Rural, em mais de 1.700 cidades de 22 estados. “Este número confirma a ampla rede de atuação do Sicredi”, comemora Marcelo Righi, gerente do Ciclo de Crédito da Sicredi Pampa Gaúcho. 

Grande parte dos associados não possuem recursos próprios para os custos do plantio das culturas e dependem de uma instituição financeira. Para tanto, fomentar a poupança para ter recursos para o crédito rural é o caminho para a autonomia da Cooperativa. “A maior fonte de recursos do crédito rural foi a poupança”, lembrou Righi. 

O crédito rural reforça o propósito da Cooperativa, porque contribui para a comercialização de outros produtos, desenvolve as cadeias produtivas e, especialmente, atende às necessidades dos produtores rurais.

Mônica Freitas Valle Corrêa

Assessora de Comunicação e Marketing

Rate this item
(0 votes)
Login to post comments
Topo